Como usar o Monitoring

O balanceamento de carga do proxy TCP e o balanceamento de carga do proxy SSL exportam dados de monitoramento para o Cloud Monitoring.

É possível usar as métricas de monitoramento para:

  • avaliar a configuração, o uso e o desempenho de um balanceador de carga;
  • resolver problemas;
  • melhorar a utilização de recursos e a experiência do usuário.

Além dos painéis predefinidos no Monitoring, é possível criar painéis personalizados, configurar alertas e consultar as métricas usando a API Cloud Monitoring.

Como ver painéis do Monitoring

  1. Acesse o Monitoring no Console do Google Cloud.
    Acessar o Monitoring
  2. Se a opção Recursos aparecer no painel de navegação, clique nela e depois selecione Balanceadores de carga do Google Cloud. Caso contrário, clique em Painéis e depois no painel chamado Balanceadores de carga do Google Cloud.
  3. Clique no nome do balanceador de carga.

No painel esquerdo, há vários detalhes do balanceador de carga. No painel à direita, há gráficos de séries temporais. Para ver detalhes específicos, clique em Detalhamento.

Frequência e retenção de relatórios de métricas

As métricas dos balanceadores de carga são exportadas para o Monitoring em lotes de granularidade de um minuto. Os dados de monitoramento são retidos por seis semanas. O painel fornece análise de dados em intervalos padrão de 1H (uma hora), 6H (seis horas), 1D (um dia), 1W (uma semana) e 6W (seis semanas). É possível solicitar manualmente a análise em qualquer intervalo, de seis semanas a um minuto.

Métricas para balanceadores de carga de proxy TCP e balanceadores de carga de proxy SSL

As seguintes métricas para balanceadores de carga do proxy TCP e balanceadores de carga do proxy SSL são informadas no Monitoring.

Metric Nome Descrição
Tráfego de entrada tcp_ssl_proxy/ingress_bytes_count O número de bytes enviados de endpoints externos para back-ends configurados por meio do GFE (em bytes por segundo).
Tráfego de saída tcp_ssl_proxy/egress_bytes_count O número de bytes enviados de back-ends configurados para endpoints externos por meio do GFE (em bytes por segundo).
Conexões abertas tcp_ssl_proxy/open_connections O número de conexões abre em um determinado momento. As amostras são extraídas com um minuto de diferença.
Novas conexões por segundo tcp_ssl_proxy/new_connections O número de conexões que foram criadas (cliente conectado com sucesso ao back-end). A contagem tem granularidade por minuto, mas os gráficos são ajustados para mostrar valores por segundo. Para obter mais informações, consulte a documentação do Monitoring.
Conexões encerradas por segundo tcp_ssl_proxy/closed_connections O número de conexões que foram encerradas. A contagem tem granularidade por minuto, mas os gráficos são ajustados para mostrar valores por segundo. Para obter mais informações, consulte a documentação do Monitoring.
RTT do front-end tcp_ssl_proxy/frontend_tcp_rtt Uma distribuição do RTT suavizado medido para cada conexão entre o cliente e o GFE (medida pela pilha TCP do GFE sempre que os bytes da camada do aplicativo são transferidos do GFE para o cliente).

Como filtrar dimensões para métricas

As métricas são agregadas para cada balanceador de carga de proxy TCP e balanceador de carga de proxy SSL. As métricas podem ser detalhadas nas seguintes dimensões.

Propriedade Descrição
ESCOPO DO BACK-END O escopo, região ou zona, do grupo de instâncias que serviu a conexão.
ZONA DO BACK-END A zona do grupo de instâncias que serviu a conexão, em caso de grupo do tipo em zona.
REGIÃO DO BACK-END A região do grupo de instâncias que serviu a conexão, em caso de grupo do tipo regional.
CONTINENTE DO PROXY Continente do GFE que encerrou a conexão TCP/SSL do usuário. (Exemplos: America, Europe, Asia)
GRUPO DE INSTÂNCIAS O nome do grupo de instâncias que recebeu a conexão do usuário.

REGRA DE ENCAMINHAMENTO O nome da regra de encaminhamento usada para se conectar ao GFE.
PAÍS DO CLIENTE O nome do país do usuário.

A seguir