Cotas e limites

Nesta página, você encontra detalhes sobre as cotas e os limites para clusters e nós do Google Kubernetes Engine e solicitações da API GKE.

Os limites por projeto do GKE são:

Os limites por cluster do GKE são:

  • no máximo 5.000 nós por cluster;
  • no máximo 1.000 nós por pool de nós;
  • no máximo 1.000 nós por cluster ao usar o controlador de entrada do GKE (em inglês);
  • no máximo 110 pods por nó;
  • no máximo 300.000 contêineres por cluster.

O limite de taxa para a API GKE é de 10 solicitações por segundo.

Além dos limites por cluster e por projeto, há outros limites em alguns recursos específicos do GKE. Para mais informações, consulte a documentação dos recursos que você usa.

Talvez você também encontre cotas de recursos do Compute Engine. Além disso, para projetos com cota regional padrão de CPUs do Compute Engine, os clusters de contêiner estão limitados a três por região.

Cotas de recursos

A partir do GKE 1.12.5, um conjunto de cotas de recursos é aplicado automaticamente a clusters com cinco nós ou menos e a namespaces nesses clusters. Essas cotas, que não podem ser removidas, protegem o plano de controle do cluster contra a instabilidade causada por possíveis bugs nos aplicativos implantados no cluster. Para examinar essas cotas, use o comando kubectl get resourcequota gke-resource-quotas -o yaml. Adicione a opção --namespace para visualizar o objeto gke-resource-quotas de um determinado namespace.

Desde 26 de agosto de 2019, um conjunto de cotas de recursos foi aplicado automaticamente a clusters com dez nós ou menos e a namespaces nesses clusters. Essas cotas, que não podem ser removidas, protegem o plano de controle do cluster contra a instabilidade causada por possíveis bugs nos aplicativos implantados no cluster. Para examinar essas cotas, use o comando kubectl get resourcequota gke-resource-quotas -o yaml. Adicione a opção --namespace para visualizar o objeto gke-resource-quotas de um determinado namespace.