Como criar um cluster de várias zonas

Este tópico mostra como criar um cluster de várias zonas para aumentar a disponibilidade das cargas de trabalho do cluster durante uma interrupção por zona. Os nós de um cluster de várias zonas são executados em várias zonas, mas têm apenas uma réplica do plano de controle (mestre). Se você precisar de maior disponibilidade para o plano de controle, crie um cluster regional em seu lugar. Em um cluster regional, o plano de controle é replicado em várias zonas em uma região.

Leia mais sobre os tipos de clusters que podem ser criados.

Depois de criar um cluster de várias zonas, não será possível convertê-lo em um cluster regional ou de zona única.

Antes de começar

Prepare-se para a tarefa seguindo essas etapas:

  • Verifique se você ativou a API Google Kubernetes Engine.
  • Ativar a API do Google Kubernetes Engine
  • Verifique se o SDK do Cloud está instalado.
  • Defina o ID do projeto padrão:
    gcloud config set project [PROJECT_ID]
  • Se você estiver trabalhando com clusters zonais, defina a zona do Compute padrão:
    gcloud config set compute/zone [COMPUTE_ZONE]
  • Se você estiver trabalhando com clusters regionais, defina a região do Compute padrão:
    gcloud config set compute/region [COMPUTE_REGION]
  • Atualize gcloud para a versão mais recente:
    gcloud components update
  • Clusters de várias zonas usam mais recursos do que clusters de zona única. Verifique se você tem cotas adequadas.

Como criar um cluster de várias zonas

É possível criar um cluster de várias zonas usando gcloud ou o Console do Google Cloud.

gcloud

Para criar um cluster de várias zonas, defina --zone para a zona do plano de controle do cluster e defina --node-locations para uma lista separada por vírgulas de zonas do Compute em que o plano de controle e os nós são criados. Use um dos comandos a seguir. A primeira variante do comando usa um canal de lançamento e a segunda usa a versão padrão. Para especificar uma versão exata, use a sinalização --cluster-version em vez de --release-channel.

Substitua os valores de marcadores, como [CLUSTER-NAME], pelos valores apropriados.

Como usar um canal de lançamento:

gcloud beta container clusters create [CLUSTER_NAME] \
    --release-channel [CHANNEL] \
    --zone [COMPUTE_ZONE] \
    --node-locations [COMPUTE_ZONE],[COMPUTE_ZONE],[...]

Como usar a versão padrão:

gcloud container clusters create [CLUSTER_NAME] \
    --zone [COMPUTE_ZONE] \
    --node-locations [COMPUTE_ZONE],[COMPUTE_ZONE],[...]

Como usar uma versão específica:

Substitua [VERSION] por uma versão específica.

gcloud container clusters create [CLUSTER_NAME] \
    --cluster-version [VERSION] \
    --zone [COMPUTE_ZONE] \
    --node-locations [COMPUTE_ZONE],[COMPUTE_ZONE],[...]

Por exemplo:

gcloud container clusters create example-cluster \
    --zone us-central1-a \
    --node-locations us-central1-a,us-central1-b,us-central1-c

Quando a sinalização --num-nodes é omitida, o número padrão de nós por zona criado pelo cluster é três. Como três zonas foram especificadas, esse comando cria um cluster de nove nós com três nós em us-central1-a, us-central1-b e us-central1-c.

Console

Para criar um cluster de várias zonas, siga estas etapas:

  1. Acesse o menu do Google Kubernetes Engine no Console do Cloud.

    Acessar o menu do Google Kubernetes Engine

  2. Clique em Criar cluster.

  3. Escolha o Cluster padrão ou um modelo apropriado para a carga de trabalho.

  4. Escolha a versão do cluster selecionando uma destas opções:

    • Escolha o canal de lançamento em que o cluster está inscrito. Seu cluster e os pools de nós receberão upgrade automático nesse canal.
    • Escolha uma versão específica do GKE. O upgrade automático é ativado por padrão, e seu cluster e os respectivos pools de nós receberão upgrade automático quando a versão atual for selecionada para o upgrade automático.
    • Escolha a versão padrão. O upgrade automático é ativado por padrão, e seu cluster e os respectivos pools de nós receberão upgrade automático quando a versão atual for selecionada para o upgrade automático.

    Recomenda-se o uso de canais de lançamento. Se você precisar especificar uma versão, é recomendável deixar o upgrade automático ativado.

  5. No menu suspenso Zona, selecione a zona que você quer para o painel de controle do cluster. Por exemplo, us-central1-a.

  6. Configure o cluster conforme desejado e clique em Opções avançadas.

  7. Na seção Outros locais de zona, selecione outras zonas em que você quer que o cluster seja executado.

  8. Clique em Salvar para sair da sobreposição de Opções avançadas.

  9. Clique em Criar.

Depois de criar um cluster, é preciso configurar a kubectl antes de interagir com o cluster a partir da linha de comando.

A seguir