Como criar um cluster

Nesta página, mostramos como criar um cluster padrão de zona única com os recursos padrão ativados no Google Kubernetes Engine (GKE). Para saber como ativar ou configurar um recurso específico do GKE no cluster, consulte a documentação desse recurso. Outra sugestão é ler mais sobre os tipos de clusters que podem ser criados.

Antes de começar

Antes de começar, verifique se você realizou as tarefas a seguir:

Defina configurações gcloud padrão usando um dos métodos a seguir:

  • Use gcloud init se quiser orientações para definir os padrões.
  • Use gcloud config para definir individualmente a região, a zona e o ID do projeto.

Como usar o gcloud init

  1. Execute gcloud init e siga as instruções:

    gcloud init

    Se você estiver usando SSH em um servidor remoto, utilize a sinalização --console-only para impedir que o comando inicie um navegador:

    gcloud init --console-only
  2. Siga as instruções para autorizar gcloud a usar sua conta do Google Cloud.
  3. Crie uma nova configuração ou selecione uma atual.
  4. Escolha um projeto do Google Cloud.
  5. Escolha uma zona padrão do Compute Engine.

Como usar o gcloud config

  • Defina o ID do projeto padrão:
    gcloud config set project project-id
  • Se você estiver trabalhando com clusters zonais, defina a zona do Compute padrão:
    gcloud config set compute/zone compute-zone
  • Se você estiver trabalhando com clusters regionais, defina a região do Compute padrão:
    gcloud config set compute/region compute-region
  • Atualize gcloud para a versão mais recente:
    gcloud components update

Como criar um cluster

Nas instruções a seguir, mostramos como criar um cluster de zona única usando a ferramenta gcloud ou o Console do Google Cloud.

gcloud

Para criar um cluster com a ferramenta de linha de comando gcloud, use um dos comandos a seguir:

Como usar um canal de lançamento:

    gcloud beta container clusters create cluster-name \
        --zone compute-zone \
        --release-channel channel
    

em que:

  • cluster-name é o nome do cluster novo;
  • compute-zone é a zona de computação do seu cluster;
  • channel é o tipo de canal de lançamento: rapid, regular ou stable. Os clusters inscritos no canal rapid não são compatíveis com as cargas de trabalho de produção.

Como usar a versão padrão:

    gcloud container clusters create cluster-name \
        --zone compute-zone
    

em que:

Como usar uma versão específica:

    gcloud container clusters create cluster-name \
        --zone compute-zone \
        --cluster-version version
    

em que:

  • cluster-name é o nome do cluster novo;
  • compute-zone é a zona de computação do seu cluster;
  • version é a versão que você quer especificar para o cluster.

Para uma lista completa de sinalizações opcionais, consulte a documentação gcloud container clusters create.

Console

  1. Acesse o menu do Google Kubernetes Engine no Console do Cloud.

    Acessar o menu do Google Kubernetes Engine

  2. Clique no botão Criar cluster.

  3. Na seção Noções básicas sobre clusters, faça o seguinte:

    1. Insira o Nome do seu cluster.
    2. Em Tipo de local, selecione Por zona e selecione a zona pretendida do cluster.
    3. Escolha uma Versão mestre. Recomendamos selecionar um canal de lançamento. Se você precisa especificar uma versão estática, upgrade automático precisa estar ativado para seus pools de nós.

  4. No painel de navegação, em Pools de nós, clique em default-pool.

  5. Na seção Detalhes do pool de nós, preencha o seguinte:

    1. Insira um Nome para o pool de nós padrão.
    2. Escolha a versão de seus nós.
    3. Digite o Número de nós a serem criados no cluster. É necessário ter uma cota de recursos disponível para os nós e os recursos deles (como rotas de firewall).
  6. No painel de navegação, em Pools de nós, clique em Nós.

  7. Na lista suspensa Tipo de imagem, selecione a imagem de nó pretendida.

  8. Escolha a Configuração da máquina padrão para usar nas instâncias. O faturamento varia de acordo com cada tipo de máquina. O tipo de máquina padrão é n1-standard-1. Para informações sobre preços de tipos de máquina, consulte a tabela de preços.

  9. Na lista suspensa Tipo de disco de inicialização, selecione o tipo de disco pretendido.

  10. Digite o Tamanho do disco de inicialização.

  11. Clique em Criar.

Depois de criar um cluster, é preciso configurar o kubectl antes de interagir com o cluster pela linha de comando.

Modelos de cluster

Modelos do Google Kubernetes Engine anteriormente compatíveis com clusters. Esses modelos foram removidos do Console do Google Cloud, mas ainda podem ser acessados nos seguintes links:

A seguir