Suporte ao ambiente de execução

Para manter as funções seguras, elas precisam ser atualizadas e reimplantadas de tempos em tempos para que possam usar um ambiente de execução compatível. Os ambientes de execução no Cloud Functions incluem um sistema operacional, um software necessário para executar e/ou compilar o código escrito em uma linguagem de programação específica e um software que aceite as funções.

O Google Cloud Functions aplica as atualizações aos ambientes de execução conforme são disponibilizadas pelos mantenedores dos componentes desse ambiente. Quando um componente não receber mais manutenção ativa, o Cloud Functions poderá suspender o uso do ambiente de execução e depois removê-lo.

Isso envolve três aspectos: um anúncio inicial de suspensão de uso, um período de suspensão de uso e uma data de desativação. O anúncio de suspensão de uso indica o início do período de suspensão e a data de desativação.

Durante o período de suspensão de uso, geralmente é possível continuar a criar novas funções e atualizar as atuais usando o ambiente de execução. Este tempo precisa ser usado para migrar funções que usam o ambiente de execução que será suspenso para outro mais atualizado.

Após a data de desativação, não será mais possível criar novas funções ou atualizar as atuais usando o ambiente de execução. Será necessário escolher um ambiente mais atualizado para implantar as funções. As funções que continuam a usar um ambiente de execução desativado serão desabilitadas.

Ambientes de execução obsoletos

  • Node.js 6: a partir de 17/04/2019, o Node.js 6 terá seu uso suspenso no Cloud Functions. Veja o guia de migração para o Node.js. O Node.js 6 será desativado a partir de 22/04/2020.
Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Cloud Functions Documentation