Como usar o balanceamento de carga para aplicativos altamente disponíveis

Neste tutorial, explicamos como usar o balanceamento de carga com um grupo de instâncias gerenciadas regional para redirecionar o tráfego para longe de instâncias de VM ocupadas ou indisponíveis, o que permite fornecer alta disponibilidade mesmo durante uma interrupção de zona.

Um grupo de instâncias gerenciadas regional distribui um aplicativo entre várias instâncias em várias zonas. Um balanceador de carga global direciona o tráfego através de várias zonas por meio de um único endereço IP, o que impede que os usuários sejam direcionados para uma zona em que seu aplicativo não está disponível. Ao usar esses dois serviços para distribuir seu aplicativo por várias zonas, você garante que o aplicativo esteja disponível mesmo em casos extremos, como durante uma interrupção de zona.

Os balanceadores de carga podem ser usados para direcionar diversos tipos de tráfego. Neste tutorial, mostramos como criar um balanceador de carga global que direciona o tráfego HTTP externo, mas grande parte do conteúdo deste tutorial ainda é relevante para outros tipos de balanceadores de carga. Para saber mais sobre outros tipos de tráfego que podem ser direcionados com um balanceador de carga, consulte Tipos de Cloud Load Balancing.

Este tutorial inclui etapas detalhadas para iniciar um aplicativo da Web em um grupo de instâncias gerenciadas regional, configurar o acesso à rede, criar um balanceador de carga para direcionar o tráfego para o aplicativo da Web e observar o balanceador de carga simulando uma interrupção de zona. Dependendo da sua experiência com esses recursos, a conclusão deste tutorial leva cerca de 45 minutos.

Objetivos

  • Lançar um aplicativo da Web de demonstração em um grupo de instâncias gerenciadas.
  • Configurar um balanceador de carga global que direcione o tráfego HTTP em várias zonas.
  • Observar os efeitos do balanceador de carga simulando uma interrupção de zona.

Custos

Neste tutorial, usamos componentes faturáveis do GCP, que incluem:

  • Compute Engine

Use a calculadora de preços para gerar uma estimativa de custos baseada na projeção de uso. Novos usuários do GCP podem se qualificar para uma avaliação gratuita.

Antes de começar

  1. Faça login na sua Conta do Google.

    Se você ainda não tiver uma, inscreva-se.

  2. Selecione ou crie um projeto do Google Cloud Platform.

    Acessar a página Gerenciar recursos

  3. Verifique se o faturamento foi ativado no projeto do Google Cloud Platform.

    Saiba como ativar o faturamento

Arquitetura do aplicativo

O aplicativo inclui os seguintes componentes do Compute Engine:

  • Rede VPC: uma rede virtual no GCP que pode fornecer conectividade global por meio de rotas e regras de firewall próprias.
  • Regra de firewall: um firewall do GCP que permite que você aceite ou negue tráfego para suas instâncias.
  • Modelo de instância: um modelo usado para criar cada instância da VM no grupo de instâncias gerenciadas.
  • Grupo de instâncias gerenciadas regional: um grupo de instâncias de VM que executam o mesmo aplicativo em várias zonas.
  • Endereço IP externo estático global: um endereço IP estático acessível em redes externas e que pode ser anexado a um recurso global.
  • Balanceador de carga global: um aplicativo que direciona o tráfego entre várias zonas por meio de um único endereço IP (global). Ele foi projetado para impedir que os usuários sejam direcionados para uma zona em que seu aplicativo não está disponível.
  • Verificação de integridade: uma política usada pelo balanceador de carga para avaliar a capacidade de resposta do aplicativo em cada instância da VM.

Como lançar o aplicativo da Web

Neste tutorial, é usado um aplicativo da Web armazenado no GitHub. Se você quiser saber mais sobre como o aplicativo foi implementado, consulte o repositório GitHub do Google Cloud Platform (em inglês).

Inclua um script de inicialização em um modelo de instância para lançar o aplicativo da Web em todas as VMs em um grupo de instâncias. Além disso, execute o grupo de instâncias em uma rede VPC dedicada para impedir que as regras de firewall deste tutorial interfiram nos recursos existentes em execução no seu projeto.

Criar uma rede VPC

O uso de uma rede VPC protege os recursos existentes no seu projeto de serem afetados pelos recursos que você criará para este tutorial. Uma rede VPC também é necessária para restringir o tráfego recebido para que ele passe pelo balanceador de carga.

Crie uma rede VPC para encapsular as regras de firewall para o aplicativo da Web de demonstração:

  1. Acesse a página Redes VPC no Console do GCP.
    Acessar a página “Redes VPC”
  2. Clique em Criar rede VPC.
  3. Em Nome, digite web-app-vpc.
  4. Defina o Modo de criação da sub-rede como Automático.

  5. Na parte inferior da página, clique em Criar.

Aguarde o término da criação da rede VPC antes de continuar.

Criar regra de firewall

Após a criação da rede VPC, configure uma regra de firewall para permitir o tráfego HTTP na rede VPC:

  1. Acesse a página Firewalls no Console do GCP.
    Acessar a página "Firewalls"
  2. Clique em Criar regra de firewall.
  3. Em Nome, digite allow-web-app-http.
  4. Defina Rede como web-app-vpc.
  5. Em Destinos, selecione Todas as instâncias na rede.
  6. Defina Filtro de origem como IP ranges.
  7. Em Intervalos de IPs de origem, insira 0.0.0.0/0 para permitir o acesso a todos os endereços IP.
  8. Em Portas e protocolos, selecione Protocolos e portas especificados.
    Marque tcp e digite 80 para permitir o acesso do tráfego HTTP.
  9. Clique em Criar.

Criar um modelo de instância

Crie um modelo que você usará para criar um grupo de instâncias da VM. Cada instância criada a partir do modelo inicia um aplicativo da Web de demonstração por meio de um script de inicialização.

  1. Acesse a página Modelos de instância no Console do GCP.
    Acessar a página "Modelos de instância"
  2. Clique em Criar modelo de instância.
  3. Em Nome, digite load-balancing-web-app-template.
  4. Em Configuração da máquina, defina o Tipo de máquina como f1-micro.
  5. Em Disco de inicialização, defina a Imagem como Debian GNU/Linux 9 (stretch).
  6. Em Firewall, selecione Permitir tráfego HTTP.
  7. Clique em Gerenciamento, segurança, discos, rede, locatário único para ver configurações avançadas.
  8. Clique na guia Gerenciamento. Em Automação, insira o seguinte script de inicialização:

    sudo apt-get update && sudo apt-get install git gunicorn3 python3-pip -y
    git clone https://github.com/GoogleCloudPlatform/python-docs-samples.git
    cd python-docs-samples/compute/managed-instances/demo
    sudo pip3 install -r requirements.txt
    sudo gunicorn3 --bind 0.0.0.0:80 app:app --daemon
    

    O script recebe, instala e inicia o aplicativo da Web na inicialização da instância.

  9. Clique na guia Rede. Em Rede, selecione web-app-vpc. Isso força cada instância criada com este modelo a ser executada na rede criada anteriormente.

  10. Clique em Criar.

Aguarde o término da criação do modelo antes de continuar.

Criar um grupo de instâncias gerenciadas regional

Para executar o aplicativo da Web, use o modelo de instância para criar um grupo de instâncias gerenciadas regional:

  1. Acesse a página Grupos de instâncias no Console do GCP.
    Acessar a página "Grupos de instâncias"
  2. Clique em Criar grupo de instâncias.
  3. Em Nome, digite load-balancing-web-app-group.
  4. Em Localização, selecione Várias zonas.

  5. Em Região, selecione us-central1.

  6. Clique no menu suspenso Configurar zonas para exibir Zonas. Selecione as seguintes zonas:

    • us-central1-b
    • us-central1-c
    • us-central1-f
  7. Em Modelo de instância, selecione load-balancing-web-app-template.

  8. Em Escalonamento automático, selecione Desativado.

  9. Defina o Número de instâncias como 6.

  10. Em Redistribuição da instância, selecione Ativado.

  11. Em Recuperação automática e Verificação de integridade, selecione Nenhuma verificação de integridade.

  12. Clique em Criar. Isso redireciona você de volta à página Grupos de instâncias.

  13. Para verificar se suas instâncias estão executando o aplicativo da Web de demonstração corretamente:

    1. Na página Grupos de instâncias, clique em load-balancing-web-app-group para ver as instâncias nesse grupo.
    2. Em IP externo, clique em um endereço IP para conectar essa instância. Uma nova guia do navegador será aberta, exibindo o aplicativo da Web de demonstração:

      Captura de tela do aplicativo da Web de demonstração, que lista informações sobre a instância e tem botões de ação.

      Quando terminar, feche a guia do navegador com o aplicativo da Web de demonstração.

Como configurar o balanceador de carga

Para usar um balanceador de carga para direcionar o tráfego para seu aplicativo da Web, é preciso reservar um endereço IP externo para receber todo o tráfego de entrada. Em seguida, crie um balanceador de carga que aceite o tráfego desse endereço IP e redirecione esse tráfego para o grupo de instâncias.

Reservar um endereço IP estático

Use um endereço IP externo estático global para fornecer ao balanceador de carga um único ponto de entrada para receber todo o tráfego do usuário. O Compute Engine preserva endereços IP estáticos, mesmo se você alterar ou excluir qualquer recurso afiliado do GCP. Isso permite que o aplicativo da Web sempre tenha o mesmo ponto de entrada, mesmo que outras partes do aplicativo possam mudar.

  1. Acesse a página Endereços IP externos no Console do GCP.
    Acessar a página "Endereços IP externos"
  2. Clique em Reservar endereços estáticos.
  3. Em Nome, digite web-app-ipv4.
  4. Defina Versão IP como IPv4.
  5. Configure Tipo como Global.
  6. Clique em Reservar.

Criar um balanceador de carga

Nesta seção, explicamos as etapas necessárias para criar um balanceador de carga global que direciona o tráfego HTTP.

Esse balanceador de carga usa um front-end para receber tráfego de entrada e um back-end para distribuir esse tráfego para instâncias íntegras. Como o balanceador de carga é composto por vários componentes, essa tarefa é dividida em várias partes.

  • Configuração de back-end
  • Configuração de front-end
  • Analisar e finalizar

Conclua todas as etapas para criar o balanceador de carga.

  1. Acesse a página Criar balanceador de carga no Console do GCP.
    Acessar a página "Criar balanceador de carga"
  2. Em Balanceamento de carga HTTP(S), clique em Iniciar configuração.
  3. Em Somente voltado para a Internet ou interno, selecione Da Internet para minhas VMs. Em seguida, clique em Continuar.
  4. Para o Nome do balanceador de carga, digite web-app-load-balancer.

Configuração de back-end

  1. No painel esquerdo da página Novo balanceador de carga HTTP(S), clique em Configuração de back-end.
  2. Clique em Criar ou selecione serviços e intervalos de back-end para abrir um menu suspenso. Clique em Serviços de back-end e em Criar um serviço de back-end.
  3. Na nova janela, para o Nome do aplicativo de back-end, digite web-app-backend.
  4. Defina Grupo de instâncias como load-balancing-web-app-group.
  5. Defina Números de porta como 80. Isso permite o tráfego HTTP entre o balanceador de carga e o grupo de instâncias.
  6. Em Modo de balanceamento, selecione Utilização.
  7. Clique em Concluído para criar o back-end.
  8. Crie a verificação de integridade para o back-end do balanceador de carga:

    1. Em Verificação de integridade, selecione Criar uma verificação de integridade (ou Criar outra verificação de integridade) no menu suspenso. Uma nova janela será aberta.
    2. Na nova janela, em Nome, digite web-app-load-balancer-check.
    3. Defina o Protocolo como HTTP.
    4. Em Porta, digite 80.
    5. Para este tutorial, defina o Caminho da solicitação como /health, que é o caminho a que o aplicativo da Web de demonstração está configurado para responder.
    6. Defina os seguintes Critérios de integridade:

      1. Defina Intervalo de verificação como 3 segundos. Isso define o período entre o início de uma sondagem e o início da próxima.
      2. Defina Tempo limite como 3 segundos. Isso define o tempo que o GCP aguardará a resposta de uma sondagem. O valor precisa ser menor ou igual ao intervalo de verificação.
      3. Defina Limite íntegro como 2 sucessos consecutivos. Isso define o número sequencial de sondagens que precisam ser bem-sucedidas para que a instância seja considerada íntegra.
      4. Defina Limite não íntegro como 2 falhas consecutivas. Isso define o número de falhas seguidas em sondagens para que a instância seja considerada não íntegra.
    7. Clique em Salvar e continuar para criar a verificação de integridade.

  9. Clique em Criar para criar o serviço de back-end.

Configuração de front-end

  1. No painel esquerdo da página Novo balanceador de carga HTTP(S), clique em Configuração de front-end.
  2. Na página Configuração de front-end, em Nome, digite web-app-ipv4-frontend.
  3. Defina o Protocolo como HTTP.
  4. Defina Versão IP como IPv4.
  5. Defina Endereço IP como web-app-ipv4.
  6. Defina Porta como 80.
  7. Clique em Concluído para criar o front-end.

Analisar e finalizar

  1. Verifique suas configurações de balanceamento de carga antes de criar o balanceador de carga:

    1. No painel esquerdo da página Novo balanceador de carga HTTP(S), clique em Analisar e finalizar.
    2. Na página Analisar e finalizar, verifique as seguintes configurações de back-end:

      • O Serviço de back-end é web-app-backend.
      • O Protocolo do endpoint é HTTP.
      • A Verificação de integridade é web-app-load-balancer-check.
      • O Grupo de instâncias é load-balancing-web-app-group.
    3. Na mesma página, verifique se o Front-end usa um endereço IP com um Protocolo HTTP.

  2. No painel esquerdo da página Novo balanceador de carga HTTP(S), clique em Criar para concluir a criação do balanceador de carga.

Pode ser necessário aguardar alguns minutos para que a criação do balanceador de carga seja concluída.

Simular uma interrupção de zona

Você pode observar a funcionalidade do balanceador de carga simulando a indisponibilidade generalizada de uma interrupção de zona. Essa simulação força todas as instâncias localizadas em uma zona especificada a relatar um status não íntegro no caminho da solicitação /health. Quando essas instâncias relatam um status não íntegro, elas geram uma falha na verificação de integridade do balanceamento de carga, solicitando que o balanceador de carga pare de direcionar o tráfego para elas.

  1. Monitore para quais zonas o balanceador de carga está direcionando o tráfego.

    1. Abra um terminal usando o Cloud Shell no Console do GCP.

      Abrir o Cloud Shell

      O Cloud Shell é aberto na parte inferior do Console do GCP. A inicialização da sessão pode levar alguns segundos.

    2. Salve o endereço IP externo estático do seu balanceador de carga:

      1. Para ver o endereço IP externo da regra de encaminhamento do front-end do balanceador de carga, digite o seguinte comando no seu terminal:

        gcloud compute forwarding-rules list | grep web-app-ipv4-frontend
        

        Copie EXTERNAl_IP_ADDRESS da saída:

        web-server-ipv4-frontend    EXTERNAl_IP_ADDRESS    TCP    web-app-load-balancer-target-proxy
        
      2. Crie uma variável bash local:

        export LOAD_BALANCER_IP=EXTERNAl_IP_ADDRESS
        

        em que EXTERNAl_IP_ADDRESS é o endereço IP externo que você copiou.

    3. Para monitorar para quais zonas o balanceador de carga está direcionando o tráfego, execute o seguinte script bash:

      while true
      do
              BODY=$(curl -s "$LOAD_BALANCER_IP")
              NAME=$(echo -n "$BODY" | grep "load-balancing-web-app-group" | perl -pe 's/.+?load-balancing-web-app-group-(.+?)<.+/\1/')
              ZONE=$(echo -n "$BODY" | grep "us-" | perl -pe 's/.+?(us-.+?)<.+/\1/')
      
              echo $ZONE
      done
      

      Esse script tenta se conectar continuamente ao aplicativo da Web por meio do endereço IP do front-end do balanceador de carga e mostra em qual zona o aplicativo da Web está sendo executado em cada conexão.

      A saída resultante precisa incluir as zonas us-central1-b, us-central1-c e us-central1-f:

      us-central1-f
      us-central1-b
      us-central1-c
      us-central1-f
      us-central1-f
      us-central1-c
      us-central1-f
      us-central1-c
      us-central1-c
      

      Mantenha esse terminal aberto.

  2. Enquanto o monitoramento estiver em execução, comece a simular a interrupção da zona.

    1. No Cloud Shell, abra uma segunda sessão do terminal clicando no botão Adicionar.
    2. Crie uma variável bash local para o ID do projeto:

      export PROJECT_ID=PROJECT_ID
      

      em que PROJECT_ID é o ID do projeto atual, que é exibido em cada nova linha no Cloud Shell:

      user@cloudshell:~ (PROJECT_ID)$
      
    3. Crie uma variável bash local para a zona que você quer desativar. Para simular uma falha da zona us-central1-f, use o seguinte comando:

      export DISABLE_ZONE=us-central1-f
      

      Em seguida, execute o seguinte script bash. Esse script faz com que as instâncias do aplicativo da Web de demonstração na zona desativada produzam respostas não íntegras para a verificação de integridade do balanceador de carga. Respostas não íntegras solicitam ao balanceador de carga que direcione o tráfego para longe dessas instâncias.

      export MACHINES=$(gcloud --project=$PROJECT_ID compute instances list --filter="zone:($DISABLE_ZONE)" --format="csv(name,networkInterfaces[0].accessConfigs[0].natIP)" | grep "load-balancing-web-app-group")
      for i in $MACHINES;
      do
        NAME=$(echo "$i" | cut -f1 -d,)
        IP=$(echo "$i" | cut -f2 -d,)
        echo "Simulating zonal failure for zone $DISABLE_ZONE, instance $NAME"
        curl -q -s "http://$IP/makeUnhealthy" >/dev/null --retry 2
      done
      

      Após um pequeno atraso, o balanceador de carga para de direcionar o tráfego para as zonas não íntegras. Portanto, a saída da primeira janela do terminal para de listar a zona us-central1-f:

      us-central1-c
      us-central1-c
      us-central1-c
      us-central1-b
      us-central1-b
      us-central1-c
      us-central1-b
      us-central1-c
      us-central1-c
      

      Isso indica que o balanceador de carga está direcionando o tráfego apenas para instâncias íntegras e com resposta.

      Mantenha os dois terminais abertos.

    4. No segundo terminal, crie uma variável bash local para a zona que você quer restaurar. Para restaurar o tráfego na zona us-central1-f, use o seguinte comando:

      export ENABLE_ZONE=us-central1-f
      

      Em seguida, execute o seguinte script bash. Esse script faz com que as instâncias do aplicativo da Web de demonstração na zona ativada produzam respostas íntegras à verificação de integridade do balanceador de carga. Respostas íntegras solicitam ao balanceador de carga que comece a distribuir o tráfego de volta para essas instâncias.

      export MACHINES=$(gcloud --project=$PROJECT_ID compute instances list --filter="zone:($ENABLE_ZONE)" --format="csv(name,networkInterfaces[0].accessConfigs[0].natIP)" | grep "load-balancing-web-app-group")
      for i in $MACHINES;
      do
        NAME=$(echo "$i" | cut -f1 -d,)
        IP=$(echo "$i" | cut -f2 -d,)
        echo "Simulating zonal restoration for zone $ENABLE_ZONE, instance $NAME"
        curl -q -s "http://$IP/makeHealthy" >/dev/null --retry 2
      done
      

      Após alguns minutos, a saída da primeira janela do terminal lista gradualmente a zona us-central1-f novamente:

      us-central1-b
      us-central1-b
      us-central1-c
      us-central1-f
      us-central1-c
      us-central1-c
      us-central1-b
      us-central1-c
      us-central1-f
      

      Isso indica que o balanceador de carga está direcionando o tráfego de entrada para todas as zonas novamente.

      Feche os dois terminais quando terminar.

(Opcional) Como restringir o tráfego recebido

Ao criar o grupo de instâncias gerenciadas regional, é possível acessar cada instância diretamente por meio do seu endereço IP temporário externo. No entanto, agora que você preparou um balanceador de carga e um endereço IP estático externo, talvez você queira modificar o firewall da rede para que o tráfego de entrada precise passar pelo balanceador de carga.

Se você quiser restringir o tráfego de entrada ao balanceador de carga, modifique o firewall da rede para desativar o endereço IP externo temporário de cada instância.

  1. Edite a regra de firewall para restringir o tráfego HTTP, para que o aplicativo da Web possa ser acessado apenas pelo balanceador de carga:

    1. Acesse a página Firewalls no Console do GCP.
      Acessar a página "Firewalls"
    2. Em Nome, clique em allow-web-app-http.
    3. Clique em Editar.
    4. Modifique os Intervalos de IPs de origem para permitir apenas testes de verificação de integridade:

      1. Exclua 0.0.0.0/0.
      2. Na mesma linha, digite 130.211.0.0/22 e pressione Tab.
      3. Na mesma linha, digite 35.191.0.0/16 e pressione Tab.
    5. Clique em Salvar.

  2. Confirme que não é possível se conectar ao aplicativo da Web através do endereço IP externo temporário de uma instância específica:

    1. Acesse a página Grupos de instâncias no Console do GCP.
      Acessar a página "Grupos de instâncias"
    2. Clique em load-balancing-web-app-group para ver as instâncias nesse grupo.
    3. Em IP externo, clique em um endereço IP para conectar essa instância. Uma nova guia do navegador é aberta, mas o aplicativo da Web não é mostrado. Por fim, a página mostrará um erro de tempo limite.

      Quando terminar, feche a guia do navegador da instância.

  3. Confirme que é possível se conectar ao aplicativo da Web através do balanceador de carga:

    1. Acesse a página Balanceamento de carga no Console do GCP.
      Acessar a página "Balanceamento de carga"
    2. Em Nome, clique em web-app-load-balancer para expandir o balanceador de carga que você acabou de criar.
    3. Para se conectar ao aplicativo da Web por meio dos endereços IP estáticos externos, veja Front-end e IP:Porta e copie o endereço IP. Em seguida, abra uma nova guia do navegador e cole o endereço IP na barra de endereços. Isso mostrará o aplicativo da Web de demonstração.

      Captura de tela do aplicativo Web de demonstração.

      Observe que, sempre que você atualiza a página, o balanceador de carga se conecta a diferentes instâncias em diferentes zonas. Isso acontece porque você não está se conectando diretamente a uma instância, você está se conectando ao balanceador de carga, que seleciona a instância para redirecionar o acesso.

      Quando terminar, feche a guia do navegador com o aplicativo da Web de demonstração.

Como fazer a limpeza

Depois de concluir este tutorial, limpe os recursos criados no GCP para que não consumam sua cota e você não seja cobrado por eles no futuro. Veja como excluir e desativar esses recursos nas seções a seguir.

Se você tiver criado um projeto separado para este tutorial, exclua o projeto inteiro. Se o projeto tiver recursos que você quer manter, exclua apenas os recursos criados neste tutorial.

Como excluir o projeto

  1. No Console do GCP, acesse a página Projetos.

    Acessar a página Projetos

  2. Na lista de projetos, selecione o projeto que você quer excluir e clique em Excluir delete.
  3. Na caixa de diálogo, digite o código do projeto e clique em Encerrar para excluí-lo.

Como excluir recursos específicos

Excluir o balanceador de carga

  1. Acesse a página Balanceamento de carga no Console do GCP.
    Acessar a página "Balanceamento de carga"
  2. Clique na caixa de seleção ao lado de web-app-load-balancer.
  3. Clique em Excluir no topo da página.
  4. Na nova janela, marque todas as caixas de seleção. Em seguida, clique em Excluir balanceador de carga e recursos selecionados para confirmar a exclusão.

Como excluir o endereço IP externo estático

  1. Acesse a página Endereços IP externos no Console do GCP.
    Acessar a página "Endereços IP externos"
  2. Clique na caixa de seleção ao lado de web-app-ipv4.
  3. Clique em Liberar endereço estático no topo da página. Na nova janela, clique em Excluir para confirmar a remoção.

Como excluir o grupo de instâncias

  1. No Console do GCP, acesse a página Grupos de instâncias.

    Acessar a página Grupos de instâncias

  2. Clique na caixa de seleção ao lado do seu grupo de instâncias load-balancing-web-app-group.
  3. Clique em Excluir delete, na parte superior da página, para excluir a regra de firewall.

Como excluir o modelo da instância

  1. Acesse a página Modelos de instância no Console do GCP.

    Acessar a página "Modelos de instância"

  2. Clique na caixa de seleção ao lado de load-balancing-web-app-template.

  3. Clique em Excluir no topo da página. Na nova janela, clique em Excluir para confirmar a remoção.

Como excluir a rede VPC

  1. Acesse a página Redes VPC no Console do GCP.

    Acessar a página “Redes VPC”

  2. Clique em web-app-vpc.

  3. Clique em Excluir no topo da página. Na nova janela, clique em Excluir para confirmar a remoção.

A seguir

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do Compute Engine