Notas da versão

Esta página contém notas da versão referentes a recursos e atualizações do serviço Compute Engine.

Versão mais recente da API: v1

Inscreva-se para receber as notas da versão do Compute Engine. Inscrever-se

Dezembro de 2017

22 de dezembro de 2017

  • As GPUs estão agora disponíveis nas seguintes zonas:
    • GPUs NVIDIA® Tesla® P100:
      • us-central1-c
      • us-central1-f
    • GPUs NVIDIA® Tesla® K80:
      • us-central1-c
    Para saber mais sobre as zonas em que as GPUs estão disponíveis, leia GPUs no Compute Engine.
  • 14 de dezembro de 2017

    13 de dezembro de 2017

    6 de dezembro de 2017

    Novembro de 2017

    21 de novembro de 2017

    16 de novembro de 2017

    15 de novembro de 2017

    • Em vigor a partir de hoje, a plataforma Skylake não gera mais cobrança Premium. Os preços para tipos de máquina de 96 vCPUs foram atualizados para refletir a remoção do Skylake Premium. Para mais informações, consulte a página de preços.

    13 de novembro de 2017

    6 de novembro de 2017

    • O serviço de contas de usuário (anteriormente em Beta) está sendo interrompido e deixará de ter suporte em 15 de fevereiro de 2018. Recomenda-se que os usuários façam a transição para a OS Login API no lugar do serviço Contas de usuário.

    • Inclusão de compatibilidade com a visualização de registros do autoescalador na versão Beta. Consulte Como visualizar registros do autoescalador para mais informações.

    • O Windows Server for Containers agora está disponível na versão Beta como uma imagem pública.

    1º de novembro de 2017

    • Você pode associar registros PTR à interface de rede principal em sua instância. A compatibilidade com registros PTR em instâncias de VM está disponível na versão Beta. Leia Como criar um registro PTR para instâncias de VM para saber mais.

    Outubro de 2017

    31 de outubro de 2017

    • Inclusão da nova região de Mumbai asia-south1. asia-south1 contém as zonas Skylke, agora disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    30 de outubro de 2017

    • O Windows Server versão 1709 agora está com disponibilidade geral como uma imagem pública. Trata-se de uma imagem Server Core que é parte do ciclo semestral de lançamento do Windows Server. Use essas imagens para acessar os recursos mais recentes do Windows Server que não estão disponíveis nas versões do Serviço de manutenção a longo prazo.

    • As imagens do SQL Server 2017 estão disponíveis agora. Elas incluem o Windows Server 2016 com SQL Server 2017 pré-instalado.

    26 de outubro de 2017

    19 de outubro de 2017

    • Você pode associar suas chaves SSH públicas à sua Conta do Google ou a contas de membros individuais em uma organização do G Suite. Ao se conectar a uma instância, essas chaves públicas são enviadas automaticamente para instâncias em que você tem os papéis ou as permissões necessários. Esse método é uma alternativa para gerenciar seus pares de chaves SSH ou metadados de instância. Esse recurso está na versão Beta. Leia Como gerenciar o acesso a instâncias para mais informações.

    18 de outubro de 2017

    13 de outubro de 2017

    12 de outubro de 2017

    • Agora você pode copiar imagens de outras imagens e também aquelas que são compartilhadas de outros projetos do Cloud Platform. Esse recurso está com disponibilidade geral. Para saber como copiar imagens dessas fontes, consulte Como criar imagens personalizadas.

    5 de outubro de 2017

    2 de outubro de 2017

    Setembro de 2017

    28 de setembro de 2017

    27 de setembro de 2017

    • Agora, as GPUs NVIDIA® Tesla® P100 estão disponíveis na zona europe-west1-d, além das zonas anunciadas anteriormente. Leia GPUs no Compute Engine para saber mais sobre as zonas em que as GPUs P100 estão disponíveis.

    • Agora, as GPUs NVIDIA® Tesla® K80 estão disponíveis na zona asia-east1-b, além das zonas previamente anunciadas. Leia GPUs no Compute Engine para saber mais sobre as zonas em que as GPUs estão disponíveis.

    26 de setembro de 2017

    • Os incrementos de faturamento para as instâncias de máquina virtual do Google Compute Engine são reduzidos de incrementos por minuto para incrementos por segundo. Além disso, o custo mínimo de uso desses recursos é reduzido de 10 minutos a um minuto. Leia a página do Modelo de faturamento do Compute Engine para detalhes.

    21 de setembro de 2017

    • Agora, as GPUs NVIDIA® Tesla® P100 estão disponíveis na versão Beta. Leia GPUs no Compute Engine para saber mais sobre as zonas em que as GPUs P100 estão disponíveis.

    • Agora, as GPUs NVIDIA® Tesla® K80 estão com disponibilidade geral. Leia GPUs no Compute Engine para saber mais sobre as zonas em que as GPUs estão disponíveis.

    19 de setembro de 2017

    • A verificação de identidade de instância agora está amplamente disponível para todos os usuários e projetos. Leia Como verificar a identidade de instâncias para saber como solicitar e verificar tokens de instância assinados.

    13 de setembro de 2017

    • Os descontos por uso contínuo agora estão amplamente disponíveis. Para saber mais, leia a documentação referente a descontos por uso contínuo.

    11 de setembro de 2017

    • A política de imagens confiáveis do Compute Engine agora está disponível em Beta. Use-a para controlar quais imagens de disco de inicialização os membros do projeto podem acessar. Leia Como restringir o acesso às imagens para mais informações.

    5 de setembro de 2017

    • O Atualizador de grupo de instâncias gerenciadas agora está disponível em Beta. Leia Como atualizar grupos de instâncias gerenciadas para mais informações.

    • Inclusão da nova região southamerica-east1. southamerica-east1 contém as zonas Broadwell, agora disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    Agosto de 2017

    28 de agosto de 2017

    25 de agosto de 2017

    21 de agosto de 2017

    • A plataforma Skylake está agora disponível nas zonas das seguintes regiões: us-central1, europe-west1, asia-east1, us-east1 e asia-southeast1. Para ver uma lista detalhada de zonas que aceitam Skylake, consulte a documentação sobre Regiões e zonas.

    17 de agosto de 2017

    11 de agosto de 2017

    8 de agosto de 2017

    • Introdução do novo preço preemptivo para SSD local e redução do SSD local normal de até 63%. Para mais informações, consulte a documentação sobre preços.

    4 de agosto de 2017

    2 de agosto de 2017

    1º de agosto de 2017

    • Inclusão da nova região europe-west3. europe-west3 contém as zonas Broadwell, agora disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    Julho de 2017

    27 de julho de 2017

    20 de julho de 2017

    Junho de 2017

    28 de junho de 2017

    • Instâncias com contas de serviço agora podem solicitar tokens JSON da Web aos servidores de metadados correspondentes. Os aplicativos podem usar esses tokens para verificar a identidade de uma instância antes de transmitir dados para a instância. Leia Como verificar a identidade de instâncias para saber como solicitar e verificar tokens de instância assinados. Recurso disponível na versão Beta.

    23 de junho de 2017

    21 de junho de 2017

    • O balanceamento de carga de proxy TCP agora está com disponibilidade geral para todos os usuários e projetos.

    • Agora você pode copiar imagens de outras imagens e imagens que são compartilhadas de outros projetos do Cloud Platform. Recurso disponível na versão Beta. Para saber como copiar imagens dessas fontes, consulte Como criar imagens personalizadas.

    20 de junho de 2017

    • Inclusão da nova região australia-southeast1. australia-southeast1 contém as zonas Broadwell, agora disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    19 de junho de 2017

    14 de junho de 2017

    7 de junho de 2017

    • A VPC compartilhada, antiga rede de projetos cruzados (XPN, na sigla em inglês), agora está com disponibilidade geral.

    • As GPUs NVIDIA® Tesla® K80 agora estão disponíveis na versão Beta nas zonas us-east1-c e europe-west1-d. Leia GPUs no Compute Engine para saber mais sobre as zonas em que as GPUs estão disponíveis.

    6 de junho de 2017

    • Inclusão da nova região europe-west2. europe-west2 contém as zonas Broadwell, agora disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    Maio de 2017

    31 de maio de 2017

    30 de maio de 2017

    • Inclusão da nova zona us-west1-c. Consulte a documentação sobre Zonas e regiões para ver mais detalhes.

    25 de maio de 2017

    • Os rótulos agora estão com disponibilidade geral.

    15 de maio de 2017

    11 de maio de 2017

    • As imagens públicas do Server Core para Windows Server tiveram redução de tamanho, de 50 GB para 32 GB, com o intuito de reduzir os custos de disco de inicialização das instâncias. Por padrão, essas imagens criam discos permanentes de inicialização com 32 GB de tamanho. Se você precisar de discos de inicialização maiores, especifique um tamanho maior para eles ao criar as instâncias ou redimensionar o disco permanente de inicialização.

    9 de maio de 2017

    • Inclusão da nova região us-east4. us-east4 contém as zonas Broadwell, agora disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    1º de maio de 2017

    • Os tipos de máquina de 64 vCPUs agora estão com disponibilidade geral para todos os usuários e projetos.

    • Separação de rótulos e tags para que a criação de um rótulo ou uma tag não crie o recurso oposto. Por exemplo, a criação de um rótulo não criará mais uma tag e vice-versa. Para mais informações, leia Relação entre rótulos de instância e tags de rede.

      Agora você pode encontrar informações sobre tags de rede na documentação sobre rede.

    Abril de 2017

    28 de abril de 2017

    27 de abril de 2017

    24 de abril de 2017

    19 de abril de 2017

    12 de abril de 2017

    • Inclusão da nova região asia-southeast1. asia-southeast1 contém as zonas Broadwell, agora disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    • As regras de firewall de saída agora estão disponíveis na versão Beta para todos os usuários e projetos.

    7 de abril de 2017

    5 de abril de 2017

    Março de 2017

    28 de março de 2017

    • Inclusão da imagem de teste do Debian 9 (stretch) no projeto debian-cloud-testing. Para mais informações, consulte a documentação sobre teste do Debian.

    24 de março de 2017

    21 de março de 2017

    • As GPUs NVIDIA® Tesla® K80 agora estão disponíveis na versão Beta na zona us-west1-b. Leia GPUs no Compute Engine para saber mais sobre as zonas em que as GPUs estão disponíveis.

    9 de março de 2017

    7 de março de 2017

    • Os discos permanentes SSD agora têm capacidade e desempenho de IOPS maiores, o que é particularmente vantajoso para as cargas de trabalho de banco de dados e análise. As instâncias com 32 vCPUs oferecem até 40 mil IOPS de leitura e 30 mil IOPS de gravação, além de 800 MB/s de capacidade de leitura e 400 MB/s de capacidade de gravação. Instâncias com 16 a 31 vCPUs oferecem até 25 mil IOPS de leitura ou gravação, 480 MB/s de capacidade de leitura e 240 MB/s de capacidade de gravação. Para detalhes completos sobre os limites de desempenho de disco permanente, leia sobre desempenho do disco permanente.

    • As leituras e gravações simultâneas em discos SSD permanentes não têm mais os mesmos limites de capacidade. Os discos SSD permanentes podem ler e gravar simultaneamente nos respectivos limites de capacidade individuais publicados. Para mais informações sobre capacidades de leitura e gravação simultâneas, leia sobre desempenho do disco permanente.

    7 de março de 2017

    6 de março de 2017

    • As imagens do SQL Server Enterprise Edition agora estão com disponibilidade geral. É possível usar essas imagens públicas para executar o SQL Server Enterprise Edition em várias versões do Windows Server. Além disso, também é possível usar o SQL Server Enterprise no Compute Engine para criar grupos de disponibilidade do SQL Server.

    • Os instantâneos do Serviço de cópia de sombra de volume (VSS, na sigla em inglês) para discos permanentes agora estão com disponibilidade geral. Use-os para criar instantâneos de discos permanentes em instâncias do Windows sem desanexar o disco nem interromper a instância.

    3 de março de 2017

    Fevereiro de 2017

    21 de fevereiro de 2017

    17 de fevereiro de 2017

    • Agora, as GPUs NVIDIA® Tesla® K80 estão disponíveis no Compute Engine na versão Beta. Anexe uma ou mais dessas GPUs às instâncias para acelerar cargas de trabalho específicas e tarefas de descarregamento das vCPUs. Adicione GPUs às instâncias ou leia sobre GPUs no Compute Engine para saber mais.

    14 de fevereiro de 2017

    • Lançamento do papel de compartilhamento de imagem do Compute Engine, compute.imageUser, em caráter de disponibilidade geral. Para mais informações, leia sobre o Compartilhamento de imagens entre projetos.

    Janeiro de 2017

    30 de janeiro de 2017

    18 de janeiro de 2017

    • Agora, as imagens do SQL Server Enterprise Edition estão disponíveis na versão Beta. É possível usar essas imagens públicas para executar o SQL Server Enterprise Edition em várias versões do Windows Server. Além disso, também é possível usar o SQL Server Enterprise no Compute Engine para criar grupos de disponibilidade do SQL Server.

    • Agora, o Server Core para Windows Server 2016 e o Server Core para Windows Server 2012 R2 estão disponíveis como imagens públicas. Use essas imagens para executar o Windows Server em instâncias menores, economizar espaço no disco de inicialização ou executar aplicativos que dispensam a experiência de desktop completa.

    4 de janeiro de 2017

    3 de janeiro de 2017

    Dezembro de 2016

    15 de dezembro de 2016

    14 de dezembro de 2016

    Novembro de 2016

    22 de novembro de 2016

    21 de novembro de 2016

    • Agora, os instantâneos do Serviço de cópia de sombra de volume (VSS, na sigla em inglês) para discos permanentes estão disponíveis na versão Beta. Use-os para criar instantâneos de discos permanentes em instâncias do Windows sem desanexar o disco nem interromper a instância.

    18 de novembro de 2016

    7 de novembro de 2016

    • Inclusão da nova região asia-northeast1. asia-northeast1 contém as zonas Broadwell, agora disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    • Lançamento do novo papel de IAM roles/compute.imageUser na versão Beta. Ele permite que os usuários acessem, listem e usem imagens de outro projeto. Para mais informações, leia Como compartilhar imagens entre projetos.

    1º de novembro de 2016

    Outubro de 2016

    26 de outubro de 2016

    17 de outubro de 2016

    14 de outubro de 2016

    Setembro de 2016

    29 de setembro de 2016

    • As imagens do SQL Server agora estão com disponibilidade geral. Elas incluem o Windows Server com SQL Server pré-instalado. O preço das imagens do SQL Server inclui o custo de licenciamento dele. Dessa forma, você paga pelo SQL Server somente quando o utiliza. A cobrança é feita pelo sistema pré-pago e baseada em minutos. Consulte o custo dessas imagens do SQL Server na página de preços.

    19 de setembro de 2016

    14 de setembro de 2016

    12 de setembro de 2016

    • As instâncias com 3 TB de espaço total em SSD local estão com disponibilidade geral. É possível criar instâncias com oito dispositivos SSD locais para ter um total de 3 TB de espaço de armazenamento em SSD local. Consulte os Limites de SSD local para ver as zonas e os tipos de máquina disponíveis.

    8 de setembro de 2016

    • Inclusão da nova propriedade guestOsFeatures na versão Beta. Ela permite ativar alguns recursos do SO convidado para as imagens. Para mais informações, consulte a documentação de guestOsFeatures.

    Agosto de 2016

    16 de agosto de 2016

    • As imagens do SQL Server agora estão disponíveis na versão Beta. Elas incluem o Windows Server com SQL Server pré-instalado. O preço das imagens do SQL Server inclui o custo de licenciamento dele. Dessa forma, você paga pelo SQL Server somente quando o utiliza. A cobrança é feita pelo sistema pré-pago e baseada em minutos. Consulte o custo dessas imagens do SQL Server na página de preços.

    12 de agosto de 2016

    • Agora, os discos SSD permanentes têm melhor desempenho de IOPS. Instâncias com 16 ou mais núcleos podem atingir 20.000 IOPS e instâncias com 32 vCPUs podem atingir 25.000 IOPS com discos SSD permanentes de tamanho suficiente. Consulte a página sobre desempenho do disco permanente para ver os detalhes.

    9 de agosto de 2016

    • Redução dos preços de instâncias de maquinas virtuais preemptivas para tipos de máquinas predefinidos e personalizados. Para ver os novos valores, consulte a tabela de preços referente aos tipos de máquina.

    Julho de 2016

    21 de julho de 2016

    20 de julho de 2016

    • Agora, a região us-west1 está disponível e oferece as zonas Broadwell us-west1-a e us-west1-b. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    • Os grupos de instâncias gerenciadas regionais agora estão disponíveis na versão Beta. É possível usá-los para distribuir instâncias por várias zonas em uma região e melhorar a disponibilidade do aplicativo.

    1º de julho de 2016

    • Agora, os scripts de desligamento estão com disponibilidade geral para uso com instâncias do Compute Engine. Eles permitem que os usuários executem comandos de acordo com a possibilidade, logo antes do desligamento ou da reinicialização de uma instância. Para mais informações, consulte Como executar scripts de desligamento.

    Junho de 2016

    29 de junho de 2016

    • Proteja os dados no Compute Engine com suas próprias chaves de criptografia. As chaves de criptografia fornecidas pelo cliente agora estão com disponibilidade geral em alguns países. É possível interromper uma instância que tenha um disco permanente criptografado com sua própria chave. O Compute Engine poderá reiniciar a instância se você informar a chave.

    27 de junho de 2016

    • Lançamento de um novo recurso na versão Beta. Ele permite ativar o acesso interativo ao console serial para resolver mais facilmente os problemas de instâncias que não são inicializadas de maneira adequada ou que estão inacessíveis. Consulte Como interagir com o console serial para mais informações.

    20 de junho de 2016

    • Correção de um bug referente ao modo como o Compute Engine representava e calculava a métrica usada para criar os gráficos de uso da CPU mostrados nas páginas "Instâncias da VM" e "Detalhes da instância" do Console do Google Cloud Platform. Agora, esses gráficos precisam relatar os números de uso da CPU de maneira muito mais próxima ao uso da CPU no convidado e corresponder aos números relatados pelas ferramentas convidadas, como top e uptime.

    14 de junho de 2016

    • O servidor de metadados foi atualizado para emitir um aviso antecipado de 60 segundos antes de um evento de manutenção apenas se você tiver consultado o atributo maintenance-event da instância pelo menos uma vez desde a última migração. Caso contrário, o Compute Engine considera que você não precisa do alerta antecipado para eventos de manutenção e não emite um aviso 60 segundos antes de um evento de manutenção iminente. Para saber mais sobre o atributo maintenance-event, leia a seção Como receber avisos de manutenção transparentes.

    • Agora, você pode especificar o endereço IP interno de uma instância durante a criação dela.

    9 de junho de 2016

    • As imagens do Debian 7 e as imagens de backports dele tornaram-se obsoletas. Use a imagem pública do Debian 8 mais recente para criar novas instâncias ou faça upgrade das instâncias do Debian 7 para o Debian 8. Se o Debian 7 ainda for necessário, consulte a mensagem informativa.

    • Agora, as imagens do CentOS, Debian e RHEL na versão v20160606 ou mais recente incluem um novo ambiente convidado com as seguintes alterações significativas:

      • O software convidado do Linux é instalado a partir de um repositório do Google Cloud e fica hospedado nele. Esse software pode ser atualizado com as ferramentas de gerenciamento de pacotes padrão, como apt ou yum.
      • Já não é possível que as imagens contenham a ferramenta obsoleta gcimagebundle. Se for necessário criar um arquivo de imagem a partir de uma instância do Compute Engine, siga as instruções sobre Como exportar uma imagem para o Google Cloud Storage.
      • As imagens do Debian incluem unattended-upgrades para atualizações de segurança. Por padrão, as atualizações de segurança são instaladas diariamente.
      • As imagens do Debian instalam o Google Cloud SDK de um pacote deb hospedado em um repositório do Google Cloud. É possível atualizar a ferramenta gcloud no Debian usando o comando apt-get update; apt-get dist-upgrade em vez do comando gcloud components update.
      • As imagens do Debian expandem automaticamente as partições do disco de inicialização até 2 TB, independentemente do tamanho do disco de inicialização. Antes, se o disco tivesse mais de 2 TB, as imagens do Debian não expandiam o disco de inicialização.
      • As imagens do Debian incluem a biblioteca compilada python-crcmod para que os objetos compostos no Google Cloud Storage funcionem corretamente com gsutil.
    • O novo ambiente convidado do Linux foi publicado no GitHub.

    Maio de 2016

    11 de maio de 2016

    Agora, os seguintes papéis de IAM do Compute Engine estão com disponibilidade geral:

    • roles/compute.networkAdmin
    • roles/compute.securityAdmin
    • roles/iam.serviceAccountUser

    Para mais informações, leia a documentação sobre IAM.

    Abril de 2016

    28 de abril de 2016

    • Agora, as imagens podem ser organizadas em famílias para facilitar o uso e o gerenciamento delas. As famílias de imagens apontam para a versão mais recente de uma imagem do sistema operacional que não está marcada como obsoleta. Crie uma instância especificando uma família de imagens com uma das imagens públicas disponíveis. Para organizar suas próprias imagens em famílias, crie uma imagem personalizada.

    21 de abril de 2016

    • A imagem do Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus está disponível.

    5 de abril de 2016

    4 de abril de 2016

    • Agora, é possível anexar mais de 16 discos permanentes exclusivos a uma instância com um tipo de máquina predefinido. O espaço total do disco permanente por instância ainda é limitado a 64 TB. O número de discos depende de quantas vCPUs há na instância. Recurso disponível na versão Beta. Consulte os limites de número de discos para conhecer os detalhes.

    1º de abril de 2016

    Março de 2016

    30 de março de 2016

    • Os discos permanentes redimensionáveis agora estão com disponibilidade geral para todos os usuários e projetos. É possível aumentar o tamanho dos discos permanentes existentes mesmo quando eles estão anexados a instâncias de VMs em execução.
    • Discos permanentes com mais de 10 TB estão com disponibilidade geral. Agora você pode criar ou escalonar novamente discos permanentes para até 64 TB. Os discos permanentes com mais de 10 TB só podem ser anexados a tipos específicos de máquinas.

    24 de março de 2016

    15 de março de 2016

    10 de março de 2016

    7 de março de 2016

    • Atualização do modo como as chaves SSH funcionam nos metadados de projetos e de instâncias. Se você gerencia as chaves SSH manualmente, use os novos valores de metadados.

    Fevereiro de 2016

    23 de fevereiro de 2016

    • Inclusão de um requisito para que os proprietários de contas com permissão para contas de usuário também possam atuar como contas de serviço antes de se conectarem a instâncias ativadas para contas de serviço. Leia a documentação para mais informações.

    17 de fevereiro de 2016

    16 de fevereiro de 2016

    10 de fevereiro de 2016

    5 de fevereiro de 2016

    • Agora, as imagens do OpenSUSE Leap 42 estão disponíveis para todos os usuários e projetos que começam com a imagem opensuse-leap-42-1-v20160202.

    Janeiro de 2016

    29 de janeiro de 2016

    • Agora, é possível anexar até oito dispositivos SSD locais a cada instância para ter um total de 3 TB de espaço em SSD local por instância. A possibilidade de conexão de mais de 1,5 TB de espaço em SSD local a uma única instância é um recurso da versão Beta que está disponível apenas em algumas zonas. Consulte os Limites de SSD local para conhecer os detalhes.

    Dezembro de 2015

    17 de dezembro de 2015

    • Os discos permanentes com mais de 10 TB estão na versão Beta. Agora, é possível criar discos de até 64 TB. Os discos permanentes com mais de 10 TB só podem ser anexados a tipos específicos de máquinas.
    • É possível redimensionar discos permanentes para proporcionar mais espaço em disco e capacidade às instâncias. Agora, esse recurso está disponível na versão Beta.

    Novembro de 2015

    18 de novembro de 2015

    13 de novembro de 2015

    • Atualização da página de cotas de recursos para refletir as cotas que agora são listadas na página Cotas do console do GCP.

    12 de novembro de 2015

    Outubro de 2015

    15 de outubro de 2015

    • Lançamento dos rótulos de instância na versão Beta.
    • Inclusão da compatibilidade com filtragem em campos aninhados na Beta API do Compute Engine.

    9 de outubro de 2015

    5 de outubro de 2015

    1º de outubro de 2015

    • Inclusão da nova região us-east1. Agora, essa região contém zonas Haswell que estão disponíveis para todos os projetos e usuários. Consulte Regiões e zonas para mais informações.

    Setembro de 2015

    30 de setembro de 2015

    • O serviço Contas de usuário agora está disponível na versão Beta. As atualizações incluem:
      • lançamento de novas imagens beta-accounts.. com as contas de usuário ativadas;
      • atualização dos limites de cotas.

    8 de setembro de 2015

    3 de setembro de 2015

    Julho de 2015

    28 de julho de 2015

    • Agora, as imagens do Debian 8 estão disponíveis para todos os usuários e projetos que começam com debian-8-jessie-v20150710.
    • Proteja os dados no Compute Engine com suas próprias chaves de criptografia. O recurso de chaves de criptografia fornecidas pelo cliente agora está disponível na versão Beta em alguns países.

    15 de julho de 2015

    • Atualização da User Accounts API para utilizar um novo ponto de extremidade da API:

      https://www.googleapis.com/clouduseraccounts/alpha/...
      

    14 de julho de 2015

    • Agora, as imagens do Windows estão com disponibilidade geral para todos os usuários e projetos. Os comandos para gerenciar instâncias do Windows não estão mais na versão Beta.

    1º de julho de 2015

    • Lançamento de novas imagens do Windows 20150629, compatíveis com escopos de conta de serviço. Dessa forma, não há mais a restrição de que os usuários precisam tornar o script de inicialização publicamente acessível para instâncias do Windows.
    • Inclusão do novo script do Python e do Java para redefinir programaticamente uma senha do Windows. Consulte Gerar programaticamente nome de usuário e senha para mais informações.

    Junho de 2015

    29 de junho de 2016

    3 de junho de 2015

    • Atualização do processo de autenticação do Windows. Por padrão, as imagens do Windows v20150511 e posteriores usarão o novo esquema. Agora, o gcloud gera uma senha aleatória para o login do Windows. Não é mais possível definir manualmente uma senha do Windows pelo gcloud, mas é possível definir uma senha personalizada na instância.

    Maio de 2015

    18 de maio de 2015

    • Inclusão de instâncias preemptivas que você pode criar e executar a um preço muito menor do que as instâncias normais. Para mais informações sobre o uso dessas instâncias no projeto do Compute Engine, consulte a documentação sobre instâncias preemptivas.
    • Redução do preço de todos os tipos de máquina em todos os locais. Para mais informações, consulte a página de preços.

    13 de maio de 2015

    • Remoção da compatibilidade com a execução dos scripts de inicialização sysprep-oobe-script-* em máquinas virtuais do Windows. Recomendamos usar as chaves windows-startup-script-* no lugar dos scripts. Para mais informações, consulte Scripts de inicialização.

    8 de maio de 2015

    • Inclusão da documentação sobre a configuração do Network Time Protocol (NTP) em instâncias de máquinas virtuais. Ajuste as configurações de NTP antes do próximo segundo bissexto em 30 de junho de 2015**.

    4 de maio de 2015

    Abril de 2015

    30 de abril de 2015

    • Inclusão do novo recurso Contas de usuário, disponível na versão Alfa. Esse recurso permite criar contas de usuário do Linux para máquinas virtuais.

    29 de abril de 2015

    • Lançamento dos recursos stop() e start() de instância em disponibilidade geral. Além disso, as instâncias interrompidas não são mais contabilizadas nas cotas de recursos de CPU. Para mais informações, consulte Como interromper uma instância e Como reiniciar uma instância interrompida.
    • Atualização do us-central1-b para uso com processadores Haswell. Por padrão, todas as máquinas virtuais novas iniciadas no us-central1-b usarão processadores Haswell. As instâncias existentes no us-central1-b foram atualizadas dos processadores Sandy Bridge para Haswell. Consulte Zonas e Tipos de máquina para ver a lista completa de zonas e processadores disponíveis.

    27 de abril de 2015

    23 de abril de 2015

    Março de 2015

    30 de março de 2015

    25 de março de 2015

    19 de março de 2015

    13 de março de 2015

    • Lançamento da imagem do RHEL 7.1 rhel-7-v20150311. Para ver a lista completa dos novos recursos, consulte as Notas da versão do RHEL 7.1. Para usar a nova imagem no Compute Engine, consulte Como usar imagens do RHEL 7.
    • Para imagens do RHEL 7.1, o Red Hat oferece o pacote Kubernetes para ajudar você a gerenciar os contêineres.

    12 de março de 2015

    • Inclusão da nova zona us-central1-c. Agora, essa é uma zona Haswell que está disponível para todos os usuários e projetos. Para mais informações, consulte Zonas.
    • Lançamento do novo recurso Registros de atividades na versão Beta como parte do serviço Cloud Logging.

    11 de março de 2015

    • Inclusão de novos tipos de máquina de 32 núcleos na versão Beta. Para mais informações e preços, consulte Tipos de máquina e Preços.

    5 de março de 2015

    Fevereiro de 2015

    20 de fevereiro de 2015

    • Remoção do limite referente ao número de solicitações de API por dia para todos os projetos. Consulte Limites de taxa de API para mais informações.

    19 de fevereiro de 2015

    • Inclusão da nova zona europe-west1-d. Agora, essa é uma zona Haswell que está disponível para todos os projetos e usuários. Atualmente, a zona europe-west1-d oferece processadores Haswell Intel Xeon E5 v3 de 2.3 GHz. Para mais informações, consulte Zonas e Tipos de máquina.

    5 de fevereiro de 2015

    4 de fevereiro de 2015

    Janeiro de 2015

    20 de janeiro de 2015

    • Agora, os SSDs locais estão com disponibilidade geral e podem ser usados por todos os projetos e usuários.

    13 de janeiro de 2015

    Observação: no momento, não é possível reiniciar máquinas virtuais com SSDs locais, mas pretendemos adicionar essa funcionalidade no futuro. Na versão Beta, as máquinas virtuais interrompidas também são consideradas na cota de CPU disponível, mas removeremos essa restrição antes da disponibilidade geral desse recurso.

    Dezembro de 2014

    23 de dezembro de 2014

    17 de dezembro de 2014

    • Agora, as imagens do Ubuntu estão com disponibilidade geral.

    10 de dezembro de 2014

    • Inclusão do novo alias de imagens do Windows em gcloud compute. Agora, é possível especificar a versão mais recente da imagem do Windows incluindo a seguinte sinalização com a solicitação de criação de instância ou disco:

      --image windows-2008-r2
      

      Para mais informações, consulte Como iniciar uma nova instância de máquina virtual do Windows.

    8 de dezembro de 2014

    2 de dezembro de 2014

    • Inclusão de compatibilidade com SSD local em todas as zonas, *exceto us-central1-b e europe-west1-a, que estão obsoletas.

    Novembro de 2014

    19 de novembro de 2014

    • Agora, o gcloud versão 0.9.37 e posterior é compatível com as sinalizações de SSD local sem o download de um repositório adicional. As sinalizações de linha de comando também foram alteradas para a criação de SSDs locais. Para mais informações, consulte SSD local.
    • Inclusão de compatibilidade com scripts de desligamento em imagens do Ubuntu.

    13 de novembro de 2014

    • Lançamento do novo recurso de script de desligamento na versão Beta para versões de imagem v20141007 e posteriores. Eles permitem que os usuários executem comandos de acordo com a possibilidade, logo antes do desligamento ou da reinicialização de uma instância. Para mais informações, consulte Scripts de desligamento.

    4 de novembro de 2014

    • Redução de preço dos instantâneos de discos e SSDs permanentes. Consulte Preço de discos permanentes para mais informações.
    • Redução dos preços da rede. Consulte Preços da rede para mais informações.
    • Agora, o autoescalador está disponível na versão Beta e para todos os usuários e projetos. Consulte Autoescalador para mais informações.

    3 de novembro de 2014

    Outubro de 2014

    29 de outubro de 2014

    • Inclusão da nova zona europe-west1-c. Agora, essa é uma zona Ivy Bridge que está disponível para todos os projetos e usuários. Consulte Zonas para mais informações.
    • Lançamento de novos SSDs locais na fase Beta. Agora, eles estão disponíveis para todos os usuários e projetos. Consulte SSD local para mais informações.

    15 de outubro de 2014

    • O uso da zona europe-west1-a foi suspenso, e ela será permanentemente desativada em 29 de março de 2015. Mova todos os recursos para europe-west1-b e não use mais os recursos em europe-west1-a após 29 de março de 2015.

      Esperamos que a zona adicional europe-west1-c esteja disponível em duas semanas, no dia 31 de outubro de 2014.

      Para ver instruções sobre como mover as instâncias, consulte Como mover uma instância entre zonas.

    6 de outubro de 2014

    • Lançamento da nova imagem do RHEL 7 rhel-7-v20141001. Para mais informações, consulte Sistemas operacionais.
    • Para imagens do RHEL 7, a configuração do firewall foi atualizada para permitir todo o tráfego por padrão, como acontece com as imagens existentes do CentOS.

    1º de outubro de 2014 + Redução dos preços de todos os tipos de máquina em todos os locais. Para mais informações, consulte a página de preços.

    Setembro de 2014

    29 de setembro de 2014

    • Lançamento das novas imagens v20140926, que atenuam as vulnerabilidades adicionais no bug de segurança de bash. Consulte Boletins de segurança para ver informações detalhadas.

    19 de setembro de 2014

    • Inclusão da nova propriedade utilizationTargetType na API e da nova sinalização --custom-metric-utilization-target-type CUSTOM_METRIC_UTILIZATION_TARGET_TYPE em gcloud compute, que especifica como o valor de destino precisa ser calculado: GAUGE ou DELTA_PER_MINUTE. Essa propriedade será necessária se você especificar uma métrica do Stackdriver Monitoring. Para mais informações, consulte a documentação do Autoescalador.

    16 de setembro de 2014

    4 de setembro de 2014

    Agosto de 2014

    13 de agosto de 2014

    • Lançamento de gcloud compute em caráter de disponibilidade geral. As alterações importantes da última versão da Visualização aberta são as seguintes:
      • Inclusão das novas propriedades compute/zone e compute/region, que podem ser usadas para definir uma zona e região padrão. Para definir as propriedades, execute gcloud config set compute/zone ZONE e gcloud config set compute/region REGION.
      • Inclusão de compatibilidade com a substituição da exclusão automática de disco durante a remoção da instância.
      • Atualização da saída dos comandos que modificam os recursos. Agora eles são mais intuitivos. É possível usar a sinalização --format para gerar uma saída mais detalhada.
      • Substituição de todos os subcomandos get por describe. Por exemplo: gcloud compute instances get foi substituído por gcloud compute instances describe.
      • A coleção firewalls foi renomeada para firewall-rules.
      • Inclusão de compatibilidade com a coleção addresses para interação com endereços globais.

    12 de agosto de 2014

    • A manutenção programada para a zona europe-west1-a foi cancelada e todas as zonas agora passaram por uma transição para usar a manutenção transparente. Isso significa que as máquinas virtuais definidas para migração ao vivo não serão mais colocadas off-line para manutenção em nenhuma zona. Para ver informações sobre a manutenção transparente e como definir as máquinas virtuais para migração ao vivo, consulte a documentação sobre Como definir opções de programação de instâncias.

    4 de agosto de 2014

    • Inclusão da nova zona asia-east1-c compatível com a manutenção transparente. Agora, asia-east1-c está disponível para todos os projetos e usuários. Consulte a documentação sobre Zonas e regiões para ver mais detalhes.

    Julho de 2014

    22 de julho de 2014

    • Lançamento das novas imagens do Windows windows-server-2008-r2-dc-v20140716 com as seguintes atualizações:

      • Permite o balanceamento de carga para máquinas virtuais do Windows que não estão em uma zona marcada pelo sufixo -windows. Consulte a documentação sobre Balanceamento de carga para mais informações.
      • Corrige o bug de instantâneos do Windows que não iniciavam novas instâncias.
    • Ativação da compatibilidade com as instâncias de máquina virtual do Windows em todas as zonas. As instâncias do Windows não estão mais limitadas às zonas específicas desse sistema operacional. Para ver informações sobre como iniciar e usar as instâncias do Windows, consulte a documentação sobre Sistemas operacionais. As zonas -windows existentes estarão inacessíveis a partir de 15 de agosto de 2014. Antes dessa data, é recomendável reiniciar a instância usando a imagem mais recente do Windows em uma zona que não seja desse sistema operacional.

    10 de julho de 2014

    • Inclusão da nova zona us-central1-f compatível com a manutenção transparente. Agora, us-central1-f está disponível para todos os projetos e usuários. Consulte a documentação sobre Zonas e regiões para ver mais detalhes.

    Junho de 2014

    25 de junho de 2014

    • Agora, os discos SSD permanentes estão em caráter de disponibilidade geral e abertos a todos os usuários e projetos. Para ver informações detalhadas sobre discos permanentes SSD, consulte Tipos de discos permanentes. Para mais informações sobre preços, consulte a página de preços.

    9 de junho de 2014

    5 de junho de 2014

    4 de junho de 2014

    • Lançamento dos novos discos SSD permanentes na Visualização limitada. A cobrança dos discos SSD permanentes também é feita com base em uma taxa diferente da dos discos permanentes padrão.
    • Inclusão do novo recurso Exportação de uso, que permite exportar relatórios diários e mensais de visualização completa sobre o uso detalhado do Compute Engine de seu projeto.

    Maio de 2014

    27 de maio de 2014

    • Os tipos de máquina de 16 núcleos agora estão com disponibilidade geral. Para saber os valores, consulte a página de preços.

    13 de maio de 2014

    • Inclusão do novo campo diskSizeGb aos recursos de imagem. Ele mostra o tamanho da imagem em GB quando ela é restaurada em um disco permanente.

    5 de maio de 2014

    • Atualização dos nomes das regras de firewall padrão. Agora, as regras de firewall padrão são criadas automaticamente em cada projeto. Antes, essas regras eram denominadas default-internal e default-ssh. Os novos projetos terão as mesmas regras de firewalls padrão, mas com os seguintes nomes novos:

      • default-allow-internal: permite conexões de rede de qualquer protocolo e porta entre duas instâncias.
      • default-allow-ssh: permite conexões TCP de qualquer origem com qualquer instância na rede pela porta 22.
    • Inclusão de nova regra de firewall padrão, que será criada em cada projeto novo.

      • default-allow-icmp: permite tráfego de ICMP de qualquer origem para qualquer instância na rede.

    Abril de 2014

    17 de abril de 2014

    • Atualização do limite de taxa padrão da Compute Engine API de 50.000 para 250.000 solicitações por dia. Consulte Limites de taxa de API para mais informações.
    • Inclusão do novo cabeçalho Metadata-Flavor: Google para substituir X-Google-Metadata-Request: True. Assim, os usuários também podem detectar facilmente se eles estão em execução no Compute Engine consultando o novo cabeçalho. Para mais informações, consulte Servidor de metadados.

    14 de abril de 2014

    • Inclusão da região da Ásia/Pacífico asia-east1 e de duas novas zonas compatíveis: asia-east1-a e asia-east1-b.

    9 de abril de 2014

    7 de abril de 2014

    • Alteração das imagens do RHEL para o status de disponibilidade geral. Agora elas estão abertas a todos os usuários e projetos.

      Observe que há uma taxa complementar pelo uso de sistemas operacionais premium, como o RHEL. Para mais informações, consulte a página de preços.

    • Inclusão do novo recurso Red Hat Cloud Access, que permite que os usuários utilizem as licenças do RHEL em instâncias de máquinas virtuais do Compute Engine.

    • Remoção da compatibilidade com v1beta16. Passe a usar [v1](/compute/docs/reference/latest/), se ainda não tiver feito isso.

    2 de abril de 2014

    • gcutil versão 1.15.0
      • Inclusão de um recurso para o gcutil solicitar ao usuário uma senha inicial do Windows no comando addinstance, se a imagem de origem for de um projeto do Windows no Google.

    Março de 2014

    25 de março de 2014

    • Inclusão dos descontos por uso contínuo. Esses descontos reduzem o preço efetivo das instâncias conforme o uso aumenta. Quando você usa uma máquina virtual durante um mês inteiro, recebe mais 30% de desconto. Para mais informações, consulte a página de preços.

      Os descontos por uso contínuo entram em vigor no dia 1º de abril de 2014.

    • As imagens do Windows Server agora estão disponíveis na visualização limitada.

      Não cobramos atualmente pelo uso, mas você pode consultar a página de preços para saber os valores previstos para imagens do Windows Server.

    • As imagens do SUSE agora estão com disponibilidade geral para todos os usuários.

      O Compute Engine começará a cobrar pelas imagens do SUSE no dia 1º de abril de 2014. Para mais informações, consulte a página de preços.

    • Inclusão do novo serviço Pool de réplica, que permite criar um pool gerenciado de máquinas virtuais com base em um modelo reutilizável. Para mais informações, consulte a documentação sobre Pool de réplica ou a referência da API Replica Pool.

    19 de março de 2014

    • As imagens do RHEL agora estão com visualização aberta com uma nova versão de imagem: v20140318.

      As imagens do RHEL estão disponíveis para todos os usuários, sem nenhum custo adicional, até 1º de abril de 2014. Em 1º de abril de 2014, o Compute Engine começará a cobrar pelo uso dessas imagens de acordo com a página de preços.

    • Lançamentos de novas imagens do Debian, do CentOS e de Backports do Debian: v20140318.

      • Para as imagens do Debian, o Network Time Protocol (NTP) foi configurado para usar os serviços do Google, em vez do pool do NTP público.
    • Atualização dos pacotes de imagens.

      • Agora, o Google Daemon sincroniza as chaves SSH imediatamente, e não em intervalos por minutos.
      • Integração do systemd aprimorada.
      • Correção do bug de corrupção dos dados do Google Daemon.
      • Agora, o download dos scripts de inicialização é feito com curl em vez de wget.
      • Remoção dos avisos sem relevância.

    14 de março de 2014

    • Lançamento do gcutil 1.14.2.
      • Correção de um problema na execução de gcutil moveinstances com instâncias que tinham discos com status autoDelete definido como true. Isso provocava a perda de dados do usuário. Agora, gcutil moveinstances é compatível apenas com a Compute Engine API v1.

    10 de março de 2014

    • Desativação temporária da compatibilidade com Advanced Vector Extensions (AVX). O Compute Engine desativou a compatibilidade com AVX devido ao problema de instabilidade que estávamos investigando ativamente. Reativaremos essa compatibilidade assim que identificarmos e corrigirmos a causa raiz.

    6 de março de 2014

    • Agora, as imagens do SUSE estão disponíveis na visualização aberta. Isso significa que elas estão disponíveis para todos os usuários, sem nenhum custo adicional, até 1º de abril de 2014. Em 1º de abril de 2014, o Compute Engine começará a cobrar pelo uso dessas imagens de acordo com a página de preços.

    5 de março de 2014

    • Inclusão de um recurso para criar e excluir um disco permanente de inicialização quando uma instância de máquina virtual é criada é excluída. Consulte a documentação sobre Instâncias para mais informações.

    • Inclusão de compatibilidade com a restauração de instantâneos de discos permanentes em um disco permanente de tamanho especificado pelo usuário.

      Agora, é possível usar o parâmetro sizeGb ao restaurar um instantâneo. Ele pode ser usado para criar um disco permanente maior do que seu instantâneo. Consulte Como restaurar instantâneos para um tamanho maior para mais informações.

    • Inclusão de compatibilidade com a definição do estado da exclusão automática de um disco permanente de leitura e gravação.

    • Lançamento do gcutil 1.14.0.

      • Alteração para uma nova chamada de API única para criar uma instância de máquina virtual com um disco permanente de inicialização.
      • Inclusão do novo comando setinstancediskautodelete, que define a opção de exclusão automática para discos permanentes anexados a instâncias de máquinas virtuais.
      • Inclusão de compatibilidade com a especificação do tamanho do disco ao criá-lo usando um instantâneo.
      • Redução no tempo gasto para aguardar pela propagação das chaves SSH durante a criação da instância inicia. Esse tempo foi de 120 para 10 segundos.

    Fevereiro de 2014

    20 de fevereiro de 2014

    • Inclusão de compatibilidade com Advanced Vector Extensions (AVX) em novas instâncias de máquinas virtuais.
    • Todas as instâncias de máquinas virtuais criadas após 11 de fevereiro de 2014 têm esse recurso ativado. Para verificar se o recurso está presente em sua instância de máquina virtual, execute o seguinte comando nela:

      $ cat /proc/cpuinfo | grep avx
      
      

      Exclua e recrie a instância se for necessário atualizá-la para usar AVX.

    Dezembro de 2013

    17 de dezembro de 2013

    3 de dezembro de 2013

    • Agora o Google Compute Engine está com disponibilidade geral. Os usuários já podem usar o Compute Engine para gerenciar cargas de trabalho essenciais com suporte 24 horas por dia, 7 dias na semana, além de SLA mensal de 99,95%. A mudança para a disponibilidade geral também traz vários recursos novos e alterações, mostrados com mais detalhes a seguir.

    • Lançamento da nova API v1. Como a versão v1beta16 ficou obsoleta, os clientes precisam mudar para a v1. A v1beta16 continuará disponível até 4 de março de 2014, e a v1beta15 será descontinuada em 3 de janeiro.

    • As alterações no v1 incluem (mas não estão limitadas a):

      • Nova compatibilidade com os kernels personalizados e remoção da compatibilidade com os kernels fornecidos pelo Google.

        Agora, os usuários podem usar kernels personalizados com as imagens e não precisam mais usar os kernels integrados do Google. A coleção de kernels foi removida da v1. Todas as imagens novas incluirão binários incorporados do kernel como parte da imagem.

      • Remoção dos discos de trabalho de inicialização da v1.

        Todos os discos de trabalho de inicialização tornaram-se obsoletos. Recomendamos que você faça a transição para os discos permanentes. Na API v1, não é possível criar um disco de trabalho de inicialização.

      • Os tipos de máquina *-d tornaram-se obsoletos.

        Todos os tipos de máquina *-d tornaram-se obsoletos e não são mais compatíveis. Embora ainda seja possível criar instâncias com esses tipos de máquina, não recomendamos fazer isso, porque eles serão completamente removidos.

    • Novos tipos de máquina: adicionamos novos tipos de máquina de 16 núcleos. Eles já estão disponíveis para as instâncias. Para mais informações, consulte tipos de máquina e preços.

    • Incluímos um novo modelo de disco permanente. O desempenho do disco permanente se ajusta ao tamanho do disco de modo linear. Também removemos completamente as cobranças de E/S para discos permanentes e reduzimos o preço do armazenamento em disco permanente. Para mais informações, consulte a documentação sobre preços.

    • Lançamento da nova versão de servidor de metadados v1. Veja a seguir as novas alterações do servidor de metadados v1:

      • Agora, as solicitações feitas ao servidor de metadados requerem um cabeçalho de segurança. Todas as solicitações feitas ao servidor de metadados exigem o seguinte cabeçalho:

        X-Google-Metadata-Requests: True

      • As solicitações com o cabeçalho X-Forwarded-For são automaticamente rejeitadas.

    • Lançamento do gcutil v1.12.0.

      • Inclusão de reconhecimento dos tipos de máquina obsoletos em listmachinetypes e do prompt de tipo de máquina ao criar instâncias.
      • A configuração --persistent_boot_disk tornou-se padrão para o subcomando addinstance desde que os discos de trabalho foram removidos da API v1. A sinalização --nopersistent_boot_disk só pode ser especificada usando a API v1beta16.
      • Todos os subcomandos e sinalizações relacionados ao kernel tornaram-se obsoletos para uso com a API v1.
      • O gcutil foi atualizado para ser distribuído com o Cloud SDK.
      • Aumento do tamanho padrão dos discos permanentes para 500 GB.
      • A v1 tornou-se a versão padrão da API.
    • Como parte da transição do Google Compute Engine para o uso de imagens de sistema operacional de disco completo, foram feitas as seguintes alterações:

      • Lançamento da nova imagem backports-debian-wheezy, que permite aos usuários acessar novos recursos e correções de bug do kernel de backports.
      • Coleção de kernels obsoleta.
      • Remoção de todo o suporte a kernels da API v1.
      • Com a mudança para imagens de sistema operacional de disco completo, agora as imagens de FreeBSD, SELinux e CoreOS também funcionam em instâncias do Compute Engine.
    • Lançamento do novo programa de visualização limitada de sistemas operacionais premium. Esse novo programa permite usar imagens do SUSE ou do Red Hat Enterprise Linux (RHEL) criadas explicitamente para instâncias do Compute Engine. Os usuários interessados no programa podem consultar a documentação e se inscrever no programa pela página do SO.

    Novembro de 2013

    25 de novembro de 2013

    • Lançamento das novas imagens do Debian 7 e do CentOS 6 v20131120.

      • Agora, as novas imagens contêm kernels incorporados no lugar dos kernels integrados do Google. Para ver instruções de como fazer upgrade do disco permanente para usar um kernel incorporado, consulte a documentação. Da mesma forma, é possível também fazer o upgrade da imagem personalizada para usar um kernel incorporado.
      • As novas imagens permitem usar dmidecode para determinar se você está em execução no Google Compute Engine. Consulte a documentação para mais informações.
    • Recurso de kernel obsoleto. O Google não oferecerá mais kernels personalizados. Em vez deles, serão usados os kernels fornecidos pela comunidade nas imagens do Google.

    12 de novembro de 2013

    • Inclusão de novos recursos de manutenção programada transparente e de migração de instância. Agora, o Google Compute Engine oferece manutenção programada transparente em us-central1-a e us-central1-b. Essas zonas não serão mais colocadas off-line para manutenção programada, e o Google Compute Engine removerá automaticamente as instâncias de qualquer atividade de manutenção programada. Para mais informações, consulte os eventos de manutenção.

    • Inclusão do novo gcutil versão 1.11.0.

      • Inclusão de um novo subcomando gcutil whoami para imprimir o e-mail do usuário autenticado no momento em uma mídia padrão.
      • Inclusão de dois novos aliases de escopo: datastore e userinfo-email.
      • Inclusão de sinalizações em gcutil addinstance e um de novo subcomando gcutil setscheduling para controlar os parâmetros de programação de instâncias.
      • Desativação da verificação da chave de host para os comandos que utilizam SSH porque não há canal seguro para transmitir a chave de host ao cliente pela primeira vez.
    • Todas as imagens do Debian 6 foram marcadas como obsoletas.

    • As imagens do Debian 7 mais antigas que debian-7-wheezy-v20130926 foram marcadas como obsoletas.

    Outubro de 2013

    22 de outubro de 2013

    • O uso da zona us-central2-a foi suspenso, e ela será permanentemente desativada em 31 de dezembro de 2013. Migre todos os recursos para us-central1-a e/ou us-central1-b (após 11 de novembro de 2013) e não use mais nenhum recurso em us-central2-a após 31 de dezembro de 2013.

    10 de outubro de 2013

    • Inclusão de um novo kernel gce-no-conn-track-v20130813 e das imagens v20130926.
      • O kernel gce-no-conn-track-v20120813 é quase idêntico ao gce-v20130813 kernel. A diferença é que o rastreamento de conexão não está mais ativado.
      • As imagens v20130926 usarão o novo kernel gce-no-conn-track. Para usar um kernel com o rastreamento de conexão ativado, especifique a sinalização --kernel com uma versão do kernel anterior, como gce-v20130813.

    7 de outubro de 2013

    • Redução da duração de duas janelas de manutenção futura para as zonas us-central1-a e us-central1-b. Veja a seguir as novas durações das janelas de manutenção:

      • us-central2-a: 12 de outubro 2013, 12h - 22 de outubro de 2013, 10h
      • us-central1-b: 2 de novembro de 2013, 12h - 10 de novembro de 2013, 12h
    • Lançamento do gcutil 1.9.1.

      • Correção de um bug do til, que não era expandido corretamente no caminho do arquivo de autenticação.

    3 de outubro de 2013

    • Inclusão de novos recursos ao balanceamento de carga:

      • O novo recurso sessionAffinity permite que os usuários determinem o método de hash usado para selecionar máquinas de back-end que recebem tráfego.
      • Os novos recursos backupPools e failoverRatio permitem que os usuários especifiquem um pool de destino de backup, caso a integridade do pool de destino principal seja comprometida.
    • Lançamento da nova API versão v1beta16. Como a v1beta15 ficou obsoleta, os clientes precisam mudar para a v1beta16. A v1beta15 estará disponível até 3 de janeiro de 2014. Veja a seguir as alterações na v1beta16:

      • Remoção das cotas de zona.
      • Inclusão de novas cotas regionais.
      • As cotas padrão globais foram atualizadas com novos limites padrão.
      • O campo addresses().user foi alterado de string para uma lista e renomeado para addresses().users.
      • Inclusão do novo método setBackup para definir pools de destino de backup para pools de destino principais existentes.
      • Atualização da representação do recurso TargetPools para descrever os pools de backup, as proporções de failover e a afinidade da sessão.
    • Lançamento do gcutil 1.9.0.

      • Inclusão do comando gcutil settargetpoolbackup.
      • Inclusão das novas sinalizações --backup_pool e --failover_ratio ao comando gcutil addtargetpool.
      • Campo usage removido da resposta gcutil getzone.
      • Inclusão do novo campo usage à resposta gcutil getregion.
      • Agora, o gcutil gera tabelas que respeitam a largura do terminal. É possível desativar esse recurso usando a sinalização --respect_terminal_width.
      • O gcutil deleteinstance com a sinalização --force solicita que os usuários insiram --[no]delete_boot_pd explicitamente se qualquer instância tiver um disco de inicialização.
    • Não são mais permitidas referências de recursos de projetos cruzados, como a criação de disco de um instantâneo em outro projeto. Antes, isso era possível em projetos com listas de controle de acesso (ACLs, na sigla em inglês) que permitiam esse recurso, como nos casos em que vários projetos pertenciam a um usuário.

    Setembro de 2013

    10 de setembro de 2013

    • Lançamento do gcutil 1.8.4.
      • Correção de um problema de endereços IP reservados que não eram preservados no subcomando gcutil moveinstances.
      • Correção de um bug das sinalizações globais que não eram exibidas em gcutil --help.
      • Atualização do texto de ajuda do gcutil.

    5 de setembro de 2013

    • Inclusão de novas imagens do Debian v20130816.
      • Atualização das imagens para usar o kernel mais recente.
      • Atualização das imagens para usar a ferramenta gcutil mais recente.

    4 de setembro de 2013

    • Remoção de compatibilidade com v1beta14.

      (Atualização em 09/09/2013) Remoção de compatibilidade com atribuição de endereço IP externo entre regiões.

    Agosto de 2013

    26 de agosto de 2013

    • Inclusão de compatibilidade com instantâneos diferenciais.
    • Inclusão de informações sobre como enviar e-mail usando SendGrid.
    • Inclusão da nova imagem do CentOS v20130813 com as seguintes atualizações:
    • Atualização da imagem para usar o kernel mais recente.
    • Atualização da imagem para usar a ferramenta gcutil mais recente.

    • Inclusão de novos kernels v20130813 com as seguintes atualizações:

      • Inclusão de compatibilidade com várias filas.
      • Correção de um problema no programador que afetava o Hadoop.
      • Inclusão de esclarecimento do pvclock de backport sobre o detector de softlockup.

    6 de agosto de 2013

    • Lançamento do novo serviço de balanceamento de carga. O Google Compute Engine lançou um recurso de balanceamento de carga que permite distribuir o tráfego entre as instâncias. Esse recurso é útil principalmente para oferecer compatibilidade com o tráfego pesado nas instâncias e proporcionar redundância para evitar falhas. Para mais informações, consulte a documentação sobre balanceamento de carga. Você também pode consultar a documentação de referência de balanceamento de carga.

    • Lançamento do gcutil 1.8.3

      • Inclusão de um novo prompt para selecionar um disco de inicialização de trabalho ou permanente ao usar gcutil addinstance.

      • Alteração da nomenclatura de boot-<instance-name> para <instance-name> nos discos de inicialização permanentes que são criados durante a criação da instância.

      • Inclusão de um prompt para excluir o disco permanente anexado ao usar gcutil deleteinstance.
      • Inclusão de compatibilidade com o balanceamento de carga.
    • Inclusão do código-fonte no GitHub. Esse código se refere às ferramentas personalizadas que as imagens do Google Compute Engine usam. A lista de ferramentas inclui os seguintes itens:

      • Pacote de imagens: cria um arquivo de imagem fora do disco anexado a uma instância de máquina virtual.
      • Scripts de inicialização do Google: scripts e arquivos de configuração que definem uma imagem baseada no Linux para funcionar perfeitamente com o Google Compute Engine.
      • Google Daemon: um serviço que gerencia contas de usuários, mantém chaves de login SSH e sincroniza endereços IP de pontos de extremidade públicos.
    • Inclusão de novas imagens do Debian e do CentOS v20130723 com as seguintes atualizações:

      • Inclusão da versão mais recente do gsutil para resolver os problemas de funcionamento inadequado dessa ferramenta.
      • Correção de um erro de digitação que provocava falha no startup-script-url.

    Julho de 2013

    15 de julho de 2013

    • Os kernels mais antigos que gce-v20130603 foram marcados como DEPRECATED.
    • Os kernels obsoletos gce-v20120912 e anteriores foram marcados como OBSOLETE. Para ver a lista de kernels e os estados de suspensão de uso correspondentes, execute o seguinte comando:

      gcutil --project=<project-id> listkernels
      

    26 de junho de 2013

    • Inclusão de bursting às instâncias de f1-micro. Consulte os tipos de máquina para mais informações.
    • Inclusão da capacidade de redefinir uma instância por meio da API. Para mais informações, consulte a documentação sobre como redefinir instâncias ou a documentação de referência de instances().reset.
    • Lançamento do gcutil 1.8.2.
      • Inclusão do novo comando gcutil resetinstance, que permite redefinir instâncias de máquinas virtuais.
      • Correção da detecção de região ao liberar endereços de várias regiões.
      • Correção da listagem agregada de recursos com --format=names.
    • Correção da string de ajuda de uso no comando gcutil addroute.

    Junho de 2013

    19 de junho de 2013

    • Inclusão de novas imagens do Debian v20130617.
    • As seguintes atualizações foram feitas nas imagens v20130617 do Debian 6 e 7:

      • Atualização do gsutil para 3.31 e do gcutil para 1.8.1.
      • Por padrão, o IPv6 é desativado por /etc/sysctl.d para melhorar a experiência do usuário. O Google Compute Engine não é compatível com IPv6.
    • As seguintes atualizações foram feitas na imagem v20130617 do Debian 7:

      • Upgrade dos pacotes pré-instalados para o Debian 7.1, incorporando atualizações de segurança e várias correções de bugs importantes. Para mais informações, consulte os anúncios do Debian.

    18 de junho de 2013

    • Inclusão de novas imagens v20130522 e kernels v20130603.
    • Aplicação de patch à nova versão dos kernels gcg-3.3.8-201305211623 e gcg-3.3.8-201305291443 para resolver a vulnerabilidade dos kernels anteriores. Consulte os Boletins de segurança para mais informações.
    • Correção do aviso do kernel exibido na inicialização sobre várias filas da rede virtio.
    • Correções feitas no kernel ext4 (para xfstest).

    Maio de 2013

    21 de maio de 2013

    • Aumento da cota de disco total padrão por projeto para 1 TB.
    • Atualização do gcutil:
      • Atualização da documentação do gcutil moveinstances para apresentar um aviso de possíveis falhas durante o processo de movimentação.
      • Detecção de erros aprimorada no comando gcutil moveinstances.
      • Correção do comportamento do gcutil, que tentava usar o disco permanente existente ao recriar uma instância com o mesmo nome e a sinalização --persistent_boot_disk.
      • Agora, os prompts de tipo de máquina no gcutil apresentam uma descrição dos tipos de máquina, e o gcutil listimages exibe somente o nome e a descrição das imagens.

    15 de maio de 2013

    • O Google Compute Engine está disponível para inscrições abertas. Estamos felizes em anunciar que o Google Compute Engine agora está disponível para inscrições abertas, e qualquer pessoa pode se inscrever nesse serviço. Para ver as instruções, consulte a página de inscrição.

    • Lançamento da nova API versão v1beta15. A v1beta14 tornou-se obsoleta, e os clientes precisam mudar para a v1beta15. A v1beta14 ainda estará disponível até 15 de agosto de 2013, e a v1beta13 será descontinuada em 31 de maio de 2013. Veja a seguir as alterações na v1beta15:

      • Lançamento de novos recursos regionais e de escopo da região.

        • Inclusão de novos *URIs de recursos regionais para acessar os recursos regionais no formato:

              https://www.googleapis.com/compute/v1beta15/project/<project-id>/regions/<region-name>/<resource-type>/<resource-name>
          

          Por exemplo, para acessar os IPs reservados regionais, use o seguinte URI regional:

              https://www.googleapis.com/compute/v1beta15/project/example.com:myproject/regions/example-region/addresses
          
        • Atualização dos endereços IP reservados para um recurso regional.

          Agora, os IPs estáticos externos são indicados como endereços IP reservados e não são mais um recurso global. Os IPs reservados são um recurso regional que pode ser gerenciado por meio da Coleção de endereços.

          Também é possível provisionar, promover e liberar endereços IP externos por meio da Coleção de endereços, sem a necessidade de solicitar um endereço manualmente. Para mais informações, consulte a documentação sobre endereços reservados.

      • Os recursos de tipo de máquina foram convertidos em recursos por zona.

        Para usar um tipo de máquina, agora você especifica a zona na qual ele reside:

        https://www.googleapis.com/compute/v1beta15/project/example.com:myproject/zones/example-zone/machineTypes/machineTypeName
        
      • Alteração do método de criação de recursos de Instantâneo para usar um verbo personalizado no recurso de disco.

        Para criar um recurso de instantâneo, agora você faz uma solicitação para o seguinte URI:

        https://www.googleapis.com/compute/v1beta15/projects/PROJECT_ID/zones/ZONE/disks/DISK/createSnapshot

        Ainda é possível acessar os instantâneos fazendo solicitações à Coleção de instantâneos.

      • Remoção da atribuição de endereço IP interno.

        O campo internalIp em uma instância de máquina virtual agora é somente leitura, e não é mais possível realizar a atribuição manual de IPs internos a instâncias. O Google Compute Engine atribuirá IPs internos automaticamente.

      • Inclusão de vários recursos novos.

        • Inclusão da nova coleção routes, que permite configurar e gerenciar uma tabela de roteamento da máquina virtual.
        • Inclusão do recurso para reservar e liberar IPs estáticos e para promover IPs temporários a estáticos.
        • Inclusão do recurso para solicitar listas de agregação de recursos por região e por zona. É possível solicitar listas de agregação para os seguintes recursos:

          • instância
          • disco
          • endereço
          • tipo de máquina

        Por exemplo, é possível listar as instâncias de todas as zonas fazendo uma solicitação ao seguinte URI:

        https://www.googleapis.com/compute/v1beta15/project/example.com:myproject/aggregated/instances
        
      • Lançamento de novos tipos de máquina de núcleo compartilhado.

        Os tipos de máquina de núcleo compartilhado são mais econômicos e eficientes para executar aplicativos que não exigem muitos recursos. Os novos tipos de máquina são g1-small e f1-micro.

      • Atualização do tamanho total máximo do disco permanente que pode ser anexado a um tipo de máquina.

        Agora os tipos de máquina padrão com muita memória e muita CPU têm discos com tamanho total máximo de 10 TB. Para mais informações, consulte tipos de máquina.

    • Atualização do modelo de faturamento de instâncias. O Google Compute Engine atualizou o modelo de faturamento para que as instâncias sejam cobradas de acordo com a utilização por minuto. Todas as instâncias executadas por 10 minutos ou menos serão cobradas por 10 minutos de uso. Após 10 minutos, o uso será cobrado por minuto.

    • Inclusão de novas imagens e kernels v20130515.

    • Os repositórios específicos do Google foram removidos das imagens. Agora, os únicos repositórios em pacote configurados nas imagens são do arquivo do Debian. O Google Compute Engine ainda instala pacotes específicos do Google no momento da criação, mas os removeu por vários motivos.

    • Remoção da instalação padrão da biblioteca apiclient.

    • O local do registro da saída do script de inicialização foi alterado para /var/log/startupscript.log. Além disso, a saída do registro do script de inicialização foi adicionada ao console de porta serial da instância. Assim, você também pode executar gcutil getserialportoutput para recuperar as informações de registro do script de inicialização.

    • Melhoria no tempo de criação e exclusão de instâncias no Debian.

    • Correção de um problema que impedia o download do script de inicialização especificado nos metadados do Google Cloud Storage.

    • Remoção da inicialização de dist-upgrade juntamente com a instância.

    • Remoção do script google_storage_download.

    • Lançamento do gcutil 1.8.0.

      • Inclusão de compatibilidade com a API v1beta15 do Google Compute Engine (endereços, regiões, tipos de máquina por zona, listas agregadas).
      • Inclusão do comando gcutil config, um alias de gcutil auth.
      • Ao solicitar para o usuário selecionar uma imagem, o gcutil incluirá as imagens padrão (CentOS, Debian).
      • Com a API v1beta15, o gcutil usará por padrão a chamada à API da lista agregada. O método de lista agregada agrega todos os recursos de todos os escopos em que exista o recurso daquele tipo. Por exemplo, a lista agregada de instâncias mostra as instâncias em todas as zonas.
      • Os usuários especificam a imagem do projeto padrão indicando o prefixo do nome da imagem. Por exemplo: gcutil addinstance my-instance --image=debian-7.
      • Ao mover as instâncias usando gcutil moveinstances, se algumas das instâncias dependerem de recursos obsoletos, como imagem e kernel, o gcutil avisará antes de prosseguir com a migração em função do risco de falhas. A nova sinalização --replace_deprecated cria instâncias na zona de destino com as dependências nos recursos obsoletos atualizadas para os recursos substitutos recomendados.
      • Por padrão, os comandos List exibem todos os recursos. O número de recursos listados pode ser limitado ao usar a sinalização --max_results. A sinalização --fetch_all_pages tornou-se obsoleta.
      • A exibição da lista de imagens e kernels foi aprimorada. Por padrão, somente os kernels ou as imagens mais recentes são exibidos quando são listados ou quando o usuário deve selecionar uma imagem ou kernel. Use --old_images ou --old_kernels para listar todas as imagens ou kernels, respectivamente.
      • Durante a listagem, as imagens padrão (CentOS, Debian) são listadas junto com aquelas do projeto especificado. Para listar imagens somente do projeto especificado, use a sinalização --nostandard_images.
      • Ao solicitar para o usuário selecionar um tipo de máquina, o gcutil exibe a descrição e o nome do tipo de máquina.
      • Remoção da compatibilidade com a API v1beta13 do Google Compute Engine.
    • O gcelib não está mais disponível. Recomendamos que os usuários migrem para a Biblioteca de cliente Python das Google APIs, caso ainda não tenham feito isso.

    7 de maio de 2013

    • Lançamento das novas imagens do Debian. É com satisfação que o Google Compute Engine anuncia a disponibilidade das imagens do Debian para as instâncias. Para exibir uma lista das imagens do Debian disponíveis ao seu projeto, execute o seguinte comando gcutil:

      gcutil --project=debian-cloud listimages
      

      Para informações sobre as imagens do Debian, consulte a wiki do Debian.

      Você também pode ver uma lista das imagens do CentOS:

      gcutil --project=centos-cloud listimages
      
    • As imagens do gcel tornaram-se obsoletas. Por isso, incentivamos os usuários a migrar para as imagens do Debian ou do CentOS.

    Abril de 2013

    4 de abril de 2013

    Março de 2013

    29 de março de 2013

    • Alteração do período de cache do token da conta de serviço. O servidor de metadados não armazena mais em cache os tokens de conta de serviço se o tempo de expiração é de cinco minutos ou menos. Para que você sempre tenha um token de acesso válido, é possível buscar um a qualquer momento dentro desse período.
    • Correção de um bug nas operações criadas com a v1beta13 que não eram recuperadas ao usar a v1beta14.
    • Correção de um bug que gerava conflitos com discos de trabalho durante a conexão de discos permanentes que apresentavam nomes de dispositivos.

    8 de março de 2013

    • Lançamento da nova versão do servidor de metadados v1beta1. Consulte o guia de transição para desvincular o código da versão de metadados anterior. Veja a seguir as alterações na v1beta1:

      • Novo URL do servidor de metadados: http://metadata.google.internal/computeMetadata/v1beta1/.
      • Nova estrutura da árvore de metadados, agora com os metadados abaixo do diretório project/ ou instance/.
      • Novos parâmetros de consulta de URL.
        • wait_for_change: executa uma solicitação GET de suspensão que retorna quando ocorre alteração no valor da chave de metadados especificada.
        • recursive: recupera todo o conteúdo abaixo de um diretório.
        • alt: especifica o formato da resposta.
    • Atualização ou inclusão de novas chaves de metadados padrão.

    • Inclusão de um novo recurso para anexar e desanexar discos permanentes em uma instância em execução e de nova documentação de API sobre os métodos attachDisk e detachDisk.
    • Inclusão de novas imagens e kernels v20130225.
    • Aplicação de patch aos kernels 3.3x para resolver a vulnerabilidade de segurança dos kernels 2.6x.
    • Lançamento da nova página de boletins de segurança, que mostra os problemas de segurança conhecidos e as correções associadas a eles.
    • Remoção dos caminhos /dev/<em>&lt;disk&gt;</em>. Os usuários precisam fazer referência aos discos usando os aliases /dev/disk/by-id/.
    • Lançamento do gcutil 1.7.2.
      • Inclusão de dois novos comandos (attachDisk e detachDisk), que podem ser usados para anexar/desanexar um disco permanente a uma instância de máquina virtual em execução.
      • Correção no problema das operações de lista que estavam incorretamente limitadas ao número máximo de 100 resultados.
      • Melhoria dos endereços IP do projeto em gcutil getproject.
      • Inclusão de informações sobre suspensão de uso para os recursos obsoletos.
      • Remoção da compatibilidade com a API Google Compute Engine v1beta12.

    Fevereiro de 2013

    19 de fevereiro de 2013

    • O gcelib tornou-se obsoleto. Os downloads e a documentação do gcelib continuarão disponíveis por três meses, até 15 de maio de 2013. Durante esse período, o gcelib funcionará somente com a API v1beta13. Não haverá upgrade para ele funcionar com a v1beta14. Entre hoje e 15 de maio, recomendamos que os desenvolvedores que usam o gcelib migrem os aplicativos para uso com uma biblioteca de cliente alternativa, como a Biblioteca de cliente Python das Google APIs.
    • Ativação do faturamento para instantâneos de discos permanentes. Para mais informações sobre preços de instantâneos, consulte a página de preços.

    8 de fevereiro de 2013

    • Lançamento do gcutil 1.7.0.
      • Inclusão do novo subcomando gcutil moveinstances para mover instâncias e respectivos discos permanentes de uma zona para outra.
      • Inclusão da sinalização --zone em gcutil listdisks.
      • Correção de um bug que causava uma falha em gcutil addsnapshot quando a sinalização --zone não era especificada.
      • Inclusão de uma coluna de zona na saída da tabela de gcutil listoperations.
      • Aumento no tempo limite das operações síncronas de dois para quatro minutos.

    Janeiro de 2013

    30 de janeiro de 2013

    • Lançamento da nova versão da API v1beta14.

      Como a v1beta13 ficou obsoleta, os clientes precisam mudar para a v1beta14. A v1beta13 continuará disponível até 30 de abril de 2013, e a v1beta12 será descontinuada em 11 de fevereiro de 2013.

      Veja a seguir as alterações na v1beta14:

      • Lançamento dos recursos por zona e globais.

        • Inclusão de novos *URIs de recursos por zona para acessar os recursos por zona no formato:

              https://www.googleapis.com/compute/v1beta14/projects/<project-id>/zones/<zone>/<resource-type>/<resource-name>
          

          Por exemplo, o acesso a um recurso de disco requer o seguinte URI por zona:

              https://www.googleapis.com/compute/v1beta14/project/example.com:myproject/zones/some-example-zone/disks/mydisk
          
      • Inclusão de novos URIs de recursos globais* para acessar os recursos globais no formato:

        https://www.googleapis.com/compute/v1beta14/projects/<project-id>/<resource-type>/<resource-name>
        

        Por exemplo, o acesso a um recurso de tipo de máquina requer o seguinte URI global:

        https://www.googleapis.com/compute/v1beta14/project/example.com:myproject/global/machineTypes/somemachinetype
        
      • Inclusão de vários recursos novos.

        • Inclusão do novo método setTags, que permite atualizar tags de instâncias em execução.
        • Inclusão do novo método setMetadata, que permite atualizar metadados de uma instância em execução.
        • Inclusão do novo método deprecate, que permite definir o status de suspensão de uso de uma imagem.
        • Inclusão do novo recurso de inicialização do disco permanente, que permite armazenar uma imagem de sistema operacional no disco permanente para que ela persista durante toda a vida útil da instância. Também é possível anexar várias instâncias a um disco permanente de inicialização no modo somente leitura.
      • Atualização das propriedades de recursos existentes atualizadas.

        • Propriedade kind removida de instance.networkInterfaces e instance.serviceAccounts.
        • Remoção de compatibilidade com o uso de imagens e kernels padrão ao criar uma instância ou imagem por meio de API. Os usuários agora especificam explicitamente uma imagem ou um kernel.
        • Inclusão do novo status obsoleto aos recursos.
      • Atualização dos códigos de resposta.

        • Alteração da resposta de erro de HTTP 400 para HTTP 409 durante a inserção de uma instância existente.
        • Alteração na resposta do servidor de HTTP 200 para HTTP 202 durante a aceitação de uma solicitação assíncrona.
    • Lançamento do gcutil 1.6.0.

      • Inclusão da compatibilidade com os recursos por zona da v1beta14.
      • Inclusão do novo subcomando gcutil setinstancemetadata para atualizar metadados de instâncias.
      • Inclusão do novo subcomando gcutil setinstancetags para atualizar e definir tags de instâncias.
      • Inclusão do novo subcomando gcutil deprecateimage para definir o campo obsoleto em um recurso de imagem.
      • Inclusão de compatibilidade com a especificação de um disco permanente de inicialização durante a criação de uma nova instância:

        gcutil addinstance my-instance --disk=my-disk,boot
        
      • Alteração na ordem do prompt de tipo de máquina durante a criação das instâncias para que os tipos padrão sejam mostrados primeiro, seguidos dos tipos highcpu e highmem.

    24 de janeiro de 2013

    • Inclusão das novas imagens de VM centos-6-v20130104, gcel-12-04-v20130104 e gcel-10-04-v20130104.

    Dezembro de 2012

    14 de dezembro de 2012

    • Inclusão de um novo recurso de instantâneo de disco permanente.

    Inclusão de um recurso que permite criar instantâneos de discos permanentes existentes e aplicá-los a discos novos.

    Observação: as taxas de instantâneos de discos permanentes estão disponíveis na página de preços, mas o faturamento de instantâneos ainda não está ativado. Esperamos ativá-lo em janeiro de 2013.

    • Inclusão de uma nova mensagem de erro ao consultar o servidor de metadados em busca de um token de conta de serviço que não foi autorizado na instância.
    • Inclusão de novos tipos de operação para reinicializações e desligamentos de instâncias
    • Lançamento do gcutil 1.5.0.
      • Inclusão de subcomandos para interagir com os instantâneos.

    6 de dezembro de 2012

    Novembro de 2012

    9 de novembro de 2012

    • Lançamento do gcutil 1.4.1.
      • Inclusão do novo subcomando gcutil getserialportoutput para gerar a saída da porta serial de uma instância.
      • Correção de um problema do gcutil que aguardava instâncias com falha na criação.
      • Alteração do recurso de seleção de zona para exibir informações da janela de manutenção ao lado dos nomes das zonas.
      • Alteração na exibição dos recursos de operação para mostrar o usuário responsável pela operação.
    • Inclusão de novas imagens de VM e kernel da v20121106.
      • Todas as imagens novas que usam um gerenciador de pacotes do Debian agora são denominadas gcel-<version>. As imagens ubuntu-12-04-vYYYYMMDD e ubuntu-10-04-vYYYYMMDD atuais estão obsoletas e permanecerão disponíveis até 9 de fevereiro de 2013.
      • Atualização do arquivo /etc/lsb-release para refletir novas informações de distribuição.
      • Inclusão de compatibilidade com a interface de disco SCSI. Para informações sobre como converter instâncias, consulte Interfaces de disco.
    • Inclusão da capacidade de clonar instâncias no console. Agora é possível clonar uma instância visitando a página de detalhes dela e clicando no botão Clonar.

    Outubro de 2012

    11 de outubro de 2012

    • Lançamento da nova versão da API v1beta13. A versão v1beta12 está obsoleta. Recomendamos que os clientes mudem para a v1beta13. A b1Beta12 ainda estará disponível até 11 de janeiro de 2013. Veja a seguir as alterações na v1beta13:

      • O campo hostCpus foi removido do recurso "machineType".
      • Os substantivos e verbos da API foram alterados para usar palavras concatenadas, As alterações específicas são as seguintes:

        • machine-types agora é machineTypes.
        • add-access-config e delete-access-config agora são addAccessConfig e deleteAccessConfig.
        • set-common-instance-metadata agora é setCommonInstanceMetadata.
      • A operação setCommonInstanceMetadata foi mudada para assíncrona, retornando um recurso de operação para rastrear a conclusão da solicitação.

      • Inclusão de API da saída da porta serial.
      • Correção da validação da chave de metadados e prevenção de chaves de metadados duplicadas.
      • Agora, os estados PENDING e RUNNING das operações de longa execução refletem todo o período da solicitação.
      • As operações de exclusão agora garantem que o estado DONE apenas seja atingido após a desativação completa do recurso.

      Para atualizar o código do aplicativo para a v1beta13, faça o seguinte:

      1. Altere todos os URIs de v1beta12 para v1beta13. Por exemplo:

      https://www.googleapis.com/compute/v1beta13/disks

      1. Atualize os substantivos e verbos da API que têm traço para usar palavras concatenadas. Por exemplo, machineTypes em vez de machine-types.
      2. Atualize o código do aplicativo para refletir as seguintes alterações, se necessário:

        • setCommonInstanceMetadata agora retorna um recurso "Operações".
        • As novas chaves de metadados precisam corresponder ao regex [a-zA-Z0-9-_]{1,128} e terem menos de 128 bytes de comprimento. Os valores de metadados não podem ter mais de 32.768 bytes.

        • A conclusão das operações pode levar mais tempo porque agora elas refletem o tempo total necessário para implantação e confirmação da solicitação.

        • As operações de exclusão retornam DONE somente após a desativação total do recurso.
        • As instâncias têm o novo estado adicional STOPPING, o que significa que estão no meio do processo de interrupção.
    • Lançamento do gcutil 1.3.4.

      • O lote adddisk foi implementado. Agora, é possível adicionar vários discos com uma única chamada a gcutil adddisk.
      • Implementação das operações de exclusão em lote para recursos adicionais. Agora, é possível excluir vários discos, firewalls, imagens, instâncias, redes, operações e instantâneos.
      • Inclusão da nova sinalização --format aos subcomandos de lista. A sinalização aceita os seguintes valores: table, sparse, json, csv e names. --format=names permite usar o gcutil com os canais da ferramenta Unix:

        gcutil listinstances --format=names | xargs gcutil deleteinstance --force
        
      • A classificação dos subcomandos de lista foi corrigida. Em vez de classificar cada página separadamente, o gcutil classifica todos os resultados antes de exibi-los ao usuário.

      • Alteração em --cache_flag_values para não armazenar sinalizações em cache quando há falha no comando subjacente.
      • O --project_id tornou-se obsoleto e foi substituído por --project. --project_id ainda funciona, mas gera um aviso.
      • A verificação de versão foi reconfigurada para ocorrer quando o gcutil é encerrado.
      • A documentação dos comandos de firewall foi aprimorada.
      • Alteração nos títulos dos subcomandos list e get. Os novos títulos usam traços no lugar de espaços e estão em minúsculas. Assim, não há mais necessidade de usar aspas com a sinalização --sort_by, e a exibição dos títulos torna-se mais clara.
      • Inclusão da saída do console serial de uma instância de VM à página de detalhes da instância.
      • Inclusão de compatibilidade com a conexão de discos permanentes nos modos somente leitura e leitura/gravação.
      • Inclusão de novos comandos de exemplo do gcutil para adicionar instâncias, discos, redes e firewalls.
      • Inclusão de compatibilidade com a adição e exclusão de redes.
      • Correção de vários bugs.

    Setembro de 2012

    18 de setembro de 2012

    • Lançamento do gcutil 1.2.0.
      • Inclusão de compatibilidade de URLs gs:// no comando addimage.
      • Implementação de compatibilidade com vários arquivos de cache de sinalizações. Agora, o gcutil procura um arquivo .gcutil.flags começando pelo diretório atual, seguido dos diretórios pai e do diretório principal até encontrar o arquivo.
      • Inclusão de uma verificação aos comandos que trabalham com metadados para avisar o usuário sobre chaves de metadados duplicadas, em vez de ignorar as duplicatas sem nenhum alerta.
      • Correção de um problema que impedia listoperations de buscar várias páginas ao encontrar uma operação com erro.
      • Alteração no modo de empacotamento do gcutil.
      • Algumas descrições de sinalizações e mensagens de erro foram modificadas para serem mais informativas.
    • Novas imagens de VM do Linux v20120912.
      • Inclusão de uma validação mais rigorosa às chaves SSH.
      • Agora, o pacote make é incluído por padrão.

    13 de setembro de 2012

    • Inclusão de uma nova linha ao fim de fstab nas imagens criadas com a ferramenta de agrupamento.
    • Inclusão de um aviso quando os usuários tentam criar nomes de host com 33 ou mais caracteres.
    • Melhorias nas mensagens de erro quando o usuário tenta usar um endereço IP reservado para o sistema.
    • Inclusão de um recurso para adicionar ou remover redes usando o Console.

    5 de setembro de 2012

    • Conclusão de jobs assíncronos mais rápida.
    • A escalabilidade foi melhorada para criação, atualizações e monitoramento de recursos.
    • As cotas de recursos foram ativadas por projeto para imagens, firewalls e redes.
    • Ativação de NAT em pacotes ICMP.

    Junho de 2012

    28 de junho de 2012 + O Google Compute Engine está disponível na visualização limitada.

    Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre: