Alterar o tipo de máquina de uma instância parada

É possível alterar o tipo de máquina de uma instância interrompida se ela não fizer parte de um grupo de instâncias gerenciadas. Se você precisa alterar o tipo de máquina de instâncias gerenciadas incluídas em um grupo, leia Como atualizar grupos de instâncias gerenciadas.

Altere os tipos de máquina das instâncias se eles não forem adequados às cargas de trabalho executadas nessas instâncias. É possível fazer isso para ajustar o número de vCPUs e memória à medida que a carga de trabalho muda. Por exemplo, inicie uma instância com uma máquina menor durante a instalação, o desenvolvimento e o teste. Depois, altere-a para usar um tipo de máquina maior quando você estiver preparado para executar cargas de trabalho de produção.

Para saber mais sobre os tipos de máquina, leia a documentação Tipos de máquina.

Antes de começar

Permissões exigidas para a tarefa

Para executar esta tarefa, é preciso ter as permissões a seguir.

  • compute.instances.setMachineType na instância

Como alterar um tipo de máquina

Para instâncias que não fazem parte de um grupo de instâncias gerenciadas, é possível alterar o tipo de máquina sem afetar os dados do disco permanente da instância (incluindo aplicativos instalados e dados do aplicativo), as chaves SSH ou outras configurações, como os metadados da instância. Se a instância usa um endereço IP externo temporário, há uma possibilidade de que o endereço IP mude. Para evitar que o endereço IP seja alterado, promova-o a endereço IP externo estático.

Para alterar o tipo de máquina de uma instância interrompida, use o Console do Google Cloud Platform, o método setMachineType na API ou o instances set-machine-type em gcloud. Só é possível alterar o tipo de máquina de uma instância interrompida. Uma instância só é considerada interrompida quando estado dela é TERMINATED. Não é possível alterar o tipo de máquina de uma instância em execução.

Console


  1. Acesse a página Instâncias de VM.
  2. Na coluna Nome, clique no nome da instância para a qual você quer alterar os tipos de máquina.
  3. Na página "Detalhes da instância", conclua as etapas a seguir:

    1. Clique no botão Interromper para interromper a instância, se você ainda não fez isso.
    2. Depois que a instância for interrompida, clique no botão Editar na parte superior da página.

      Captura de tela do botão

    3. Na seção Configuração da máquina, selecione o tipo de máquina que você quer usar ou crie um tipo de máquina personalizado.

      Captura de tela de alteração do tipo de máquina

    4. Salve as alterações.

gcloud


Para alterar um tipo de máquina em gcloud, execute o seguinte comando, substituindo INSTANCE com o nome da instância e MACHINE-TYPE com o tipo de máquina desejado:

gcloud compute instances set-machine-type INSTANCE --machine-type MACHINE-TYPE

O tipo de máquina pode ser predefinido, como n1-standard-1 ou um personalizado. Por exemplo, um tipo de máquina personalizado com quatro vCPUs e 1 GB de memória pode ser especificado como:

--machine-type custom-4-1024

API


Na API, faça uma solicitação POST com o tipo de máquina desejado no corpo da solicitação:

POST https://compute.googleapis.com/compute/v1/projects/PROJECT/zones/ZONE/instances/INSTANCE/setMachineType

{
    machineType: "zones/us-central1-f/machineTypes/n1-standard-1"
}

Para declarar um tipo de máquina personalizado, use o formato:

zones/ZONE/machineTypes/custom-CPU-MEMORY

Por exemplo, este tipo de máquina tem quatro vCPUs e 1 GB de memória:

zones/us-central1-f/machineTypes/custom-4-1024

Troca para um tipo de máquina menor

Se você mudar de um tipo de máquina com mais recursos para um tipo de máquina com menos recursos, como mover de um tipo de máquina n1-standard-8 para um n1-standard-2, é possível ter problemas de recursos de hardware ou limitações de desempenho porque os tipos de máquinas menores são menos eficientes do que os tipos de máquinas maiores. Verifique se o novo tipo de máquina é compatível com os aplicativos ou serviços que estão sendo executados na instância ou se você atualizou os serviços e aplicativos para que eles sejam executados em tipos de máquinas menores.

Implicações no faturamento

Cada tipo de máquina é faturado com uma taxa diferente, por isso entenda as implicações de preços da alteração dos tipos de máquina. Por exemplo, um tipo de máquina n1-standard-1 custa mais do que um tipo de máquina f1-micro.

Alterar um tipo de máquina também pode afetar os descontos por uso prolongado para essa VM. Os descontos por uso prolongado são calculados separadamente para categorias diferentes na mesma região. Se você alterar os tipos de máquina para que o novo tipo de máquina esteja em uma categoria diferente, o ambiente de execução subsequente da instância de máquina virtual será computado para o desconto de uso prolongado da nova categoria.

Por exemplo, suponha que você tenha uma instância tipo de máquina n1-standard-1 funcionando por meio mês. Você decide alterar o tipo de máquina para m1-ultramem-40. Depois que você fizer essa alteração, o Compute Engine começará a contar o ambiente de execução da instância de máquina virtual para o desconto por uso prolongado da vCPU e da categoria de memória.

Na sua fatura, você veria um desconto de uso prolongado aplicado ao tipo de máquina n1-standard-1 de antes de você fazer a alteração do tipo de máquina e um desconto de uso prolongado separado para m1-ultramem-40, se sua instância permanecer em execução em m1-ultramem-40 por pelo menos 25% do restante do mês.

Práticas recomendadas

É uma prática recomendada fazer backups regulares dos dados de discos permanentes usando snapshots. Crie um snapshot dos dados de discos permanentes antes de alterar o tipo de máquina. Se você quiser ter certeza de que o novo tipo de máquina é capaz de aceitar os dados na instância de máquina virtual existente, é possível capturar um snapshot do disco permanente e usá-lo para iniciar uma segunda instância de máquina virtual com o novo tipo de máquina, para confirmar que a instância será iniciada com sucesso.

Se você tiver um segundo disco permanente anexado à instância, verifique se ele foi adicionado ao arquivo /etc/fstab para ser ativado automaticamente quando a instância for reinicializada.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do Compute Engine