Instâncias de máquina virtual

Nesta página, você encontrará uma visão geral das instâncias do Compute Engine. Uma instância é uma máquina virtual (VM, na sigla em inglês) hospedada na infraestrutura do Google. É possível criar uma instância usando o Console do Google Cloud Platform, a ferramenta de linha de comando gcloud ou a API Compute Engine.

Introdução

Nas instâncias do Compute Engine, é possível executar tanto as imagens públicas para Linux e Windows Server fornecidas pelo Google quanto as imagens privadas personalizadas que você cria ou importa dos seus sistemas atuais. Também é possível implantar contêineres do Docker, que são iniciados automaticamente nas instâncias que executam a imagem pública do Container-Optimized OS.

Escolha as propriedades de máquina das instâncias, como o número e a quantidade de memória das CPUs virtuais. Use um conjunto de tipos de máquina predefinidos ou crie os próprios tipos de máquina personalizados.

Instâncias e projetos

Cada instância pertence a um projeto do Console do Google Cloud Platform, que pode conter uma ou mais instâncias. Ao criar uma instância em um projeto, especifique a zona, o sistema operacional e o tipo de máquina dessa instância. Quando você exclui uma instância, ela é removida do projeto.

Instâncias e opções de armazenamento

Por padrão, cada instância do Compute Engine tem um disco permanente de inicialização pequeno que contém o sistema operacional. Se precisar de mais espaço de armazenamento nos aplicativos em execução na sua instância, adicione outras opções de armazenamento à instância.

Instâncias e redes

Em um projeto, pode haver até cinco redes VPC, e cada instância do Compute Engine pertence a uma delas. A comunicação entre as instâncias na mesma rede é feita por um protocolo de rede local. Já a comunicação entre uma instância e uma máquina, virtual ou física, em uma rede diferente é feita via Internet. Consulte Visão geral de redes VPC para mais informações sobre redes VPC.

Instâncias e contêineres

As instâncias do Compute Engine aceitam um método declarativo para iniciar aplicativos usando contêineres. Ao criar uma VM ou um modelo de instância, é possível fornecer um nome de imagem do Docker e a configuração de inicialização. O Compute Engine cuidará do restante, inclusive do fornecimento de uma imagem atualizada do Container-Optimized OS com o Docker instalado e a inicialização do contêiner quando a VM for iniciada. Consulte Como implantar contêineres em VMs e grupos de instâncias gerenciadas para mais informações.

Ferramentas para gerenciar instâncias

Para criar e gerenciar instâncias, é possível usar uma variedade de ferramentas, como o Console do Google Cloud Platform, a ferramenta de linha de comando gcloud e a API REST. Para configurar aplicativos em instâncias, conecte-se à instância usando o Secure Shell (SSH) para instâncias do Linux ou o protocolo da área de trabalho remota (RDP, na sigla em inglês) para instâncias do Windows Server.

Como gerenciar o acesso às suas instâncias

Gerencie o acesso às suas instâncias usando um dos seguintes métodos:

Como acessar suas instâncias

Depois de configurar o acesso às suas instâncias, será possível se conectar a elas usando uma das várias opções.

Próximas etapas

Caso não esteja familiarizado com o Compute Engine, siga o guia de primeiros passos para aprender a criar uma instância no Console do GCP.

Guia de primeiros passos

Para um guia mais detalhado, consulte Como criar e iniciar uma instância.

Para informações sobre os recursos das instâncias do Compute Engine, consulte:

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do Compute Engine