Ambiente convidado

Quando você inicia uma instância de VM usando imagens públicas fornecidas pelo Google, um ambiente convidado é instalado automaticamente na instância de VM.O ambiente convidado é um conjunto de scripts, daemons e binários que leem o conteúdo do servidor de metadados para fazer com que uma máquina virtual seja executada corretamente no Google Compute Engine. Um servidor de metadados é um canal de comunicação para transferir informações de um cliente para o sistema operacional convidado.

Use esta página para ter uma visão geral dos componentes do ambiente convidado, sistemas operacionais compatíveis e para saber quando é preciso instalar manualmente o ambiente convidado.

Quando instalar manualmente o ambiente convidado

As instâncias de VM criadas com imagens públicas fornecidas pelo Google incluem um ambiente convidado que é instalado por padrão.

Pode ser necessário instalar manualmente o ambiente convidado se você atender a um destes requisitos:

  • Você importa uma imagem personalizada ou um disco virtual para a plataforma do Compute Engine e optou por não permitir uma instalação automática do ambiente convidado.

    Ao importar discos virtuais ou imagens personalizadas, você tem a opção de permitir que o Compute Engine instale o ambiente convidado para você. No entanto, se você optar por não instalar o ambiente convidado durante o processo de importação, será necessário seguir as etapas manuais para instalá-lo.

  • Você está migrando VMs para o Compute Engine usando o Velostrata.

  • Você está usando uma imagem que não tem otimizações de ambiente convidado para SSD local.

  • Você tem instâncias que estão usando uma imagem mais antiga que a v20141218.

Se você precisar instalar manualmente o ambiente convidado, consulte Como instalar o ambiente convidado.

Sistemas operacionais compatíveis

Cada sistema operacional compatível disponível no Compute Engine requer pacotes de ambiente convidado específicos. O Google ou o proprietário do sistema operacional cria esses pacotes.

Veja a seguir os criadores e mantenedores dos pacotes de ambiente convidado disponíveis:

O ambiente convidado do Linux

O ambiente convidado do Linux pode ser criado pelo Google ou pelo proprietário do sistema operacional. Independentemente disso, há alguns componentes importantes que são aplicáveis a todas as versões. Os componentes base de um ambiente convidado do Linux são um pacote python que é compatível com PyPI (em inglês), juntamente com pacotes deb ou rpm criados com as configurações init apropriadas para as distribuições compatíveis.

Na tabela a seguir, resumimos os principais scripts, daemons e pacotes que estão no ambiente convidado do Linux:

  • Componentes principais do Compute Engine

    • Scripts de inicialização do sistema (systemd, upstart ou sysvinit).
    • Configurações do sistema, como regras udev, regras sysctl, configurações rsyslog e configurações dhcp, que são usadas para definição do nome do host.
    • Scripts de ponto de entrada criados pelo pacote Python. Eles estão localizados no diretório /usr/bin.
    • Scripts bash usados por instance_setup.
  • Pacotes Python

    • O pacote Python 2 para daemons e bibliotecas do Linux.
    • O pacote Python 3 para daemons e bibliotecas do Linux.
  • Pacotes de Login de SO do Compute Engine. O Login de SO permite que você use funções do IAM para gerenciar o acesso a instâncias de VM.

    • Scripts bash para ativar e desativar o Login de SO.
  • Scripts de particionamento de disco

    • gce-disk-expand: os scripts de redimensionamento na inicialização da partição raiz.

Para mais informações sobre o ambiente convidado do Linux, consulte a página do GitHub sobre o ambiente convidado do Linux (em inglês).

O ambiente convidado do Windows

A seguir, resumimos os principais scripts e binários que fazem parte do pacote do ambiente convidado do Windows:

  • Um executável do agente do Windows: google-compute-engine-windows.
  • Um script de utilitários para executar o sysprep em novas máquinas virtuais do Windows: google-compute-engine-sysprep.
  • Arquivos exe e cmd do Windows para executar scripts de inicialização e desligamento: google-compute-engine-metadata-scripts.
  • Um módulo do PowerShell para funções comuns usadas por outros pacotes: google-compute-engine-powershell.
  • Um atualizador automático dos principais pacotes do Google: google-compute-engine-auto-updater.
  • Um agente e provedor VSS do Google Compute Engine: google-compute-engine-vss.

Para mais informações sobre o ambiente convidado do Windows, consulte a página do GitHub sobre o ambiente convidado do Windows (em inglês).

A seguir

Para instruções passo a passo sobre como instalar o ambiente convidado, consulte Como instalar o ambiente convidado.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do Compute Engine