Como automatizar versões com acionadores de versão

Um acionador de versão instrui o Cloud Build a criar automaticamente sua imagem sempre que novas mudanças são enviadas para a origem de versão. Defina um acionador de versão para recriar suas imagens após qualquer alteração ser feita no repositório do código-fonte ou somente alterações que atenderem a certos critérios.

Os acionadores de versão ajudam a garantir que as imagens de contêiner sejam sempre baseadas na versão mais recente do código-fonte. Eles também são úteis para criar e testar branches de recursos antes do lançamento ou para automatizar os fluxos de trabalho que produzem suas imagens de contêiner.

Nesta página, explicaremos como criar acionadores de versão.

Antes de começar

Como criar um acionador de versão

Para criar um novo acionador de versão:

  1. Abra a página “Acionadores de versão” no console do Google Cloud Platform.

    Abrir a página “Acionadores de versão”

  2. Selecione o projeto e clique em Abrir.

  3. Clique em Adicionar acionador.

  4. Selecione um dos repositórios de host a seguir para sua origem de versão:

    • repositório de origem do Google Cloud
    • Bitbucket
    • GitHub

    Para criar sua fonte em um repositório do Git, o Cloud Build realiza um clone superficial do repositório. Isso significa que apenas o commit único que acionou a versão foi registrado no espaço de trabalho para a criação. O Cloud Build não registra nenhuma outra ramificação ou histórico. Isso é feito para aumentar a eficiência. Assim, as versões não precisam esperar para buscar todo o repositório e histórico apenas para criar um único commit.

    Se você quiser incluir mais do histórico do seu repositório na versão, adicione uma etapa de versão no seu arquivo de configuração da versão para "desfazer" o clone. Exemplo:

        steps:
        - name: gcr.io/cloud-builders/git
          args: ['fetch', '--unshallow']
        ...
    

    Para saber mais informações sobre git fetch, consulte a referência do Git (em inglês). Para ver instruções sobre como criar um arquivo de configuração da versão, consulte Visão geral de configuração da versão.

  5. Clique em Continuar.

  6. Na lista de repositórios disponíveis, selecione o repositório pretendido e clique em Continuar.

  7. Preencha as configurações de acionamento a seguir:

    • Nome: nome do acionador.

    • Tipo de acionador: defina um acionador para iniciar uma versão em confirmações de um branch específico ou em confirmações com uma determinada tag. Em qualquer um dos casos, é possível especificar uma expressão regular correspondente ao valor do branch ou da tag. Para ver informações sobre a sintaxe aceitável da expressão regular, consulte Sintaxe de RE2.

    • Arquivos incluídos (opcional): as alterações feitas nesses arquivos acionarão uma versão. É possível usar strings de glob para especificar vários arquivos com caracteres curinga. Entre os caracteres curinga aceitáveis estão os caracteres compatíveis com Go Match, ** e alternância (ambos em inglês).

    • Arquivos ignorados (opcional): as alterações feitas nesses arquivos não acionarão uma versão. É possível usar strings de glob para especificar vários arquivos com caracteres curinga. Entre os caracteres curinga aceitáveis estão os caracteres compatíveis com Go Match, ** e alternância (ambos em inglês).

      Cada vez que você envia uma alteração à sua origem, o Cloud Build verifica os arquivos alterados para identificar arquivos incluídos e ignorados a fim de determinar se uma versão precisa ser acionada:

      • Se você enviar uma alteração ao seu repositório em um branch atual, o Cloud Build examinará os arquivos alterados entre a confirmação que você acabou de enviar e a confirmação para que o branch apontou anteriormente.

      • Se você enviar uma alteração para um branch ou uma tag recém-criada, o Cloud Build considerará todos os arquivos no repositório como arquivos alterados.

      • Se você excluir um branch ou uma tag, o Cloud Build não acionará uma versão.

    • Configuração da versão: o Dockerfile ou o arquivo de configuração da versão (localizado no repositório remoto) que será usado em cada versão iniciada pelo acionador.

      Para usar um Dockerfile na sua configuração da versão, você precisará especificar o diretório do Dockerfile e fornecer um nome para a imagem resultante.

      Depois de fornecer o Dockerfile e o nome da imagem, você verá uma prévia do comando docker build que sua versão executará e um resumo do acionador: Clique em Criar acionador para salvar o acionador de versão.

      Informe o local de um arquivo de configuração de versão para usá-lo na sua configuração de versão.

      Depois de definir o local, você verá um resumo do acionador. Clique em Criar acionador para salvar o acionador de versão.

Como testar um acionador de versão

Para testar manualmente um acionador de versão, clique em Executar o acionador na entrada do seu acionador na lista.

Como ignorar um acionador de versão

Em alguns casos, pode ser necessário fazer uma alteração no seu código-fonte, mas não acionar uma versão. Por exemplo, talvez você não queira acionar uma versão quando atualizar documentação ou arquivos de configuração.

Em tais cenários, você inclui [skip ci] ou [ci skip] na mensagem de confirmação, e uma versão não será acionada.

Para executar uma versão desse commit mais tarde, use o botão Executar acionador.

A seguir

Enviar comentários sobre…