Visão Geral do Key Visualizer

Nesta página, você terá uma visão geral da ferramenta de diagnóstico Key Visualizer para o Cloud Bigtable.

Com ele, você tem uma visão detalhada de como utilizar os dados nas tabelas do Cloud Bigtable. Além disso, é possível usar o console do Google Cloud Platform e o Stackdriver Monitoring para ter uma visão geral sobre o uso do Cloud Bigtable em alto nível. Para mais detalhes, veja Como fazer o monitoramento uma instância do Cloud Bigtable.

O que é o Key Visualizer?

Key Visualizer é uma ferramenta que ajuda a analisar os padrões de uso do Cloud Bigtable. São gerados relatórios visuais das tabelas e o uso é dividido com base nas chaves de linha acessadas por você.

Além disso, são fornecidos insights sobre padrões de uso em escala, difíceis de entender de outra forma. Use-a para solucionar problemas de desempenho e entender melhor como os dados armazenados são utilizados no Cloud Bigtable. Por exemplo, o Key Visualizer ajuda a concluir as seguintes tarefas:

  • Verificar se as leituras ou gravações estão criando pontos de acesso em linhas específicas.
  • Encontrar linhas que tenham muitos dados.
  • Conferir se os padrões de acesso estão balanceados em todas as linhas de uma tabela.

O Key Visualizer mostra uma série de métricas. No entanto, ele não exibe as que afetam o desempenho do Cloud Bigtable. Por exemplo, caso tenha algum problema de rede entre seu aplicativo e o Google Cloud Platform, ele não estará visível. Caso você não consiga identificar a causa de um problema de desempenho ao examinar as verificações do Key Visualizer, será preciso um solucionador de problemas complementar.

Tour de vídeo pelo Key Visualizer

Assista uma apresentação interativa dos principais recursos do Key Visualizer.

Verificações do Key Visualizer

O Key Visualizer gera automaticamente verificações por hora e diárias para todas as tabelas da sua instância que atendam a pelo menos um dos seguintes critérios:

  • Durante as 24 horas anteriores, em algum momento, a tabela continha pelo menos 30 GB de dados.
  • Durante as 24 horas anteriores, a média de todas as leituras ou todas as gravações era de pelo menos 10.000 linhas por segundo.

A imagem a seguir mostra uma verificação do Key Visualizer. Cada uma inclui alguns tipos diferentes de informação:

  • Um grande mapa de calor, que mostra padrões de acesso de um grupo de chaves de linha ao longo do tempo.
  • Valores agregados ao longo de cada eixo do mapa de calor, incluindo valores médios, totais ou máximos.

Example of a Key Visualizer scan

No Key Visualizer também há ferramentas para ajudá-lo a entender os dados em cada verificação. Caso ainda não tenha usado o Key Visualizer, veja as instruções em Primeiros passos com o Key Visualizer. Se você for um usuário mais experiente, veja detalhes em Como Explorar Mapas de Calor.

Mapas de Calor

O núcleo de uma verificação do Key Visualizer é o mapa de calor, que mostra o valor de uma métrica ao longo do tempo dividido em intervalos contíguos de chaves de linha. O eixo x do mapa de calor representa o tempo. O eixo y representa as chaves de linha. Caso a métrica tenha em determinado momento um valor baixo para um grupo de chaves de linha, ela estará "fria" e será exibida em cor escura. Um valor alto é "quente" e exibido em cor brilhante. Já os valores mais altos aparecem em branco.

No mapa de calor, diferentes tipos de uso resultam em diferentes padrões visuais, o que torna possível o diagnóstico rápido de problemas. Veja alguns exemplos de padrões comuns em Padrões do Mapa de Calor.

Por padrão, um mapa de calor do Key Visualizer mostra a métrica de Ops que representa o número combinado de leituras e gravações. É possível alternar para o mapa de calor de uma métrica diferente a qualquer momento. Para detalhes, veja Métricas de alternância.

Também é possível visualizar mais de uma métrica de uma vez só, o que ajuda você a encontrar relações entre métricas diferentes.

Chaves de linha hierárquicas

As chaves de linha geralmente são compostas de uma hierarquia de valores, em que os valores são separados por um delimitador. Por exemplo, a chave de linha memusage#1423523569918 contém um identificador para todas as linhas, que faz a captura do uso da memória, além de um registro de data e hora que identifica um conjunto específico de dados dentro desse grupo.

O Key Visualizer reconhece automaticamente esse tipo de chave de linha e a divide em uma hierarquia de guias, conforme mostrado no exemplo acima, à esquerda. Esse recurso ajuda a entender como os dados e padrões de acesso são distribuídos entre as linhas da tabela. Além disso, ele também permite detalhar os dados para intervalos específicos de chaves de linha com mais rapidez.

Caso as chaves de linha não sejam compostas por diversos valores, o Visualizador de Chaves ainda exibirá guias no lado esquerdo da verificação, mas talvez essas guias dividam as chaves de linha de maneiras inesperadas, em vez de apresentar uma hierarquia limpa.

Intervalos de chaves

Uma tabela do Cloud Bigtable contém trilhões de linhas. Portanto, nem sempre é prático relatar métricas para cada linha individualmente. Em vez disso, o Key Visualizer dividirá todas as chaves de linha em 1.000 intervalos contíguos, com aproximadamente o mesmo número de chaves de linha em cada intervalo. Esses intervalos são conhecidos como intervalos de chaves.

O Key Visualizer relata a maioria das métricas como médias sobre cada intervalo de chaves ou como valores máximos dentro de cada intervalo de chaves. Para as métricas de Avisos e métricas de Desempenho, o Key Visualizer apresenta maior precisão ao gerar relatórios de métricas para chaves de linha individuais ou para intervalos de chaves específicos no intervalo de chaves.

Valores agregados

Além do mapa de calor, o Key Visualizer inclui na verificação valores agregados em gráficos de barras nos lados inferior e direito do mapa. Ao passar o mouse sobre os valores agregados, o Key Visualizer destaca uma área restrita no mapa de calor e mostra as seguintes informações:

  • Para o eixo x, ele mostra o valor médio da métrica atual, com o valor total ou máximo. Esses valores aparecem para todos os intervalos de chaves visíveis em intervalos de 15 minutos.
  • Para o eixo y, ele mostra o valor médio da métrica atual no intervalo de tempo visível, dividido em intervalos de chaves.

A seguir

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do Cloud Bigtable