Primeiros passos com o Key Visualizer

Nesta página, descrevemos como usar o Key Visualizer para verificar problemas de desempenho relacionados aos seus padrões de uso do Cloud Bigtable. Se você nunca usou o Key Visualizer antes, recomenda-se concluir essa verificação pelo menos uma vez.

Antes de ler esta página, confira a visão geral do Key Visualizer.

Como visualizar uma verificação de um período

O Key Visualizer está disponível para tabelas que contenham pelo menos 30 GB de dados. Depois que a tabela atingir esse tamanho, a disponibilização das verificações pode levar até uma hora.

Para iniciar o Key Visualizer:

  1. Abra a lista de instâncias do Cloud Bigtable no Console do Cloud.

    Abrir a lista de instâncias

  2. Clique na instância com as métricas que você quer exibir.

  3. No painel de navegação à esquerda, clique em Key Visualizer.

  4. Escolha a tabela e o cluster que você quer visualizar e clique em Selecionar.

    O Key Visualizer abre e exibe dados do período que começa na última vez em que os intervalos de chaves da tabela foram recalculados e terminam no horário atual.

Para alterar o período:

  1. Selecione Recurso > Key Visualizer.

  2. Use os controles deslizantes para selecionar os horários de início e término do período em que você quer ver um mapa de calor.

    Quando você solta os controles, eles "se ajustam" ao tempo disponível mais próximo.

    Controle deslizante de período do Key Visualizer

  3. Clique em Atualizar.

    Dependendo do período, pode levar alguns instantes para que os dados sejam carregados.

Conforme você analisa a verificação, lembre-se de que os mapas de calor do Key Visualizer agrupam as métricas em intervalos de chave ou faixas contíguas de linhas, em vez de mostrar as métricas de cada linha individual. Veja mais detalhes em buckets de chaves.

Se você quiser comparar métricas ou procurar correlações de dados, poderá exibir várias métricas do Key Visualizer referentes à verificação escolhida, todas ao mesmo tempo. Consulte Como encontrar conexões entre diferentes métricas para ver instruções.

Como verificar problemas de desempenho

Nas seções a seguir, explicamos como realizar uma verificação inicial de problemas de desempenho.

Como visualizar um resumo da atividade

Como primeiro passo, analise o mapa de calor da métrica de Operações, que mede o número de operações por linha, por minuto. Essa métrica é aproximadamente igual ao número combinado de leituras e gravações. O Key Visualizer mostra essa métrica por padrão quando você abre um mapa de calor.

O exemplo a seguir mostra um mapa de calor em que há grandes diferenças no padrão de uso para diferentes intervalos de chaves:

  • Os intervalos mostrados em cores escuras têm pouca ou nenhuma atividade.
  • Os intervalos mostrados em cores claras têm mais atividade.
  • A faixa branca brilhante no meio tem uma atividade muito alta.

Exemplo de verificação do Key Visualizer

No exemplo, alguns desses padrões são repetidos a cada 24 horas, possivelmente porque um grande job em lote é executado todos os dias no mesmo horário.

Ao observar o mapa de calor da métrica de Operações, lembre-se de que as áreas de cores claras não indicam necessariamente um desempenho ruim. Em muitos casos, o Cloud Bigtable pode ter um bom desempenho, mesmo que as leituras e gravações não sejam perfeitamente balanceadas em uma tabela.

Como analisar métricas de avisos

A presença de métricas de Avisos geralmente indica que há um problema de desempenho. Nas métricas de Avisos, o Key Visualizer fornece detalhes sobre as chaves de linha ou os intervalos de chaves que causaram a exibição da métrica. Saiba mais sobre as métricas de Avisos.

Se uma métrica de Avisos incluir valores altos, uma mensagem de diagnóstico será exibida acima do mapa de calor para identificar o problema. Saiba mais sobre mensagens de diagnóstico.

Para analisar uma métrica de Avisos, encontre a lista suspensa Métrica acima do mapa de calor e, em seguida, selecione uma das seguintes métricas:

  • Índice de pressão de leitura
  • Índice de pressão de gravação
  • Linhas grandes

Se um item desta lista estiver desativado, não haverá avisos nessa categoria. Caso contrário, visualize a métrica e detalhe o problema que ela identifica. Consulte Como explorar mapas de calor para mais detalhes.

Se o mapa de calor mostrar apenas valores baixos para uma métrica de Avisos ou se houver valores altos que ocorram por menos de 30 minutos, você não precisará realizar nenhuma ação. Se você observar valores altos por longos períodos, é recomendável investigar melhor.

Se a métrica de Índice de pressão de leitura de um bucket de chaves for 100 ou superior por um longo período, você poderá realizar as seguintes ações para diminuir o índice:

  • Usar filtros para reduzir o volume de dados lidos.
  • Alterar o design do esquema ou seu aplicativo para que os dados em uma linha muito usada ou em uma linha excessivamente grande sejam distribuídos em várias linhas.
  • Atualizar seu aplicativo para armazenar em cache os resultados das leituras do Cloud Bigtable.

Se a métrica Índice de pressão de gravação de um bucket de chaves for 100 ou superior por um longo período, realize as seguintes ações para diminuir o índice:

  • Alterar o design do esquema ou seu aplicativo para que os dados em uma linha muito usada ou em uma linha excessivamente grande sejam distribuídos em várias linhas.
  • Atualizar seu aplicativo para gravar em lote e eliminar duplicações de gravações no Cloud Bigtable.

Se a métrica Linhas grandes estiver presente em um bucket de chaves, examine as linhas no bucket de chaves destacado. Em seguida, altere o design do esquema ou o aplicativo para que menos dados sejam armazenados nessas linhas.

Como prosseguir sua investigação

Se você concluir a verificação inicial em busca de problemas de desempenho e não aparecer nenhum aviso importante ou padrão de acesso inesperado, feche o Key Visualizer e siga em frente. Caso contrário, continue sua investigação analisando outras métricas e concentrando-se nos intervalos de chave que podem causar problemas. Saiba mais.

A seguir