Visão geral

O framework de arquitetura do Google Cloud descreve as práticas recomendadas, faz recomendações de implementações e aborda detalhes sobre produtos e serviços. O objetivo é ajudar você a projetar sua implantação do Google Cloud para que ele corresponda às necessidades da sua empresa.

O framework foi criado por especialistas experientes do Google Cloud, com engenheiros de clientes, arquitetos de soluções, engenheiros de confiabilidade da nuvem e membros da Professional Services Organization. Ele é composto pela seguinte série de artigos:

Por que usar o Google Cloud?

Com esse produto, você aproveita os anos que o Google passou trabalhando para melhorar sua infraestrutura interna e tecnologia de código aberto.

Segurança em primeiro lugar

No Google Cloud, estabelecemos um alto padrão do que significa hospedar, exibir e proteger os dados dos clientes. A segurança e a proteção dos dados são essenciais para o design e a criação dos nossos produtos. Partimos do princípio de que, como cliente do Google Cloud, você é proprietário dos seus próprios dados e controla como eles são usados.

O Google conta com recursos robustos de controle e auditoria internos para proteger os dados dos clientes contra acesso interno. Você recebe registros quase em tempo real quando os administradores do Google acessam o Google Cloud. Além do monitoramento contínuo de segurança, todos os seus dados armazenados no Google Cloud são criptografados em repouso e em trânsito por padrão. É possível usar o Cloud Key Management Service (Cloud KMS) para gerenciar suas chaves de criptografia, por meio do recurso de chaves de criptografia gerenciadas pelo cliente (CMEK).

Para mais informações, consulte Confiabilidade e segurança.

Nuvem aberta

O Google acredita que estar vinculado a uma determinada nuvem não precisa ser um obstáculo para você alcançar seus objetivos. Uma nuvem aberta oferece o poder de disponibilizar seus apps a diferentes nuvens usando uma abordagem de desenvolvimento e operações comuns. Defina suas prioridades, seja aproveitando ao máximo as habilidades das suas equipes, seja acelerando a inovação. O código aberto ativa nuvens abertas porque, na nuvem, o código aberto mantém você no controle de onde implantar seus investimentos em TI. Por exemplo, é possível usar o Kubernetes para gerenciar contêineres e o TensorFlow para criar modelos de machine learning localmente e em várias nuvens.

O Google é pioneiro em tecnologias de código aberto. O código aberto é tão importante para o Google que nós o mencionamos duas vezes na nossa filosofia corporativa. Incentivamos nossos funcionários e todos os desenvolvedores a abraçarem o código aberto. Isso significa que você não precisa se preocupar com dependência do fornecedor ou com qualquer bloqueador na retirada de dados.

Para mais informações, acesse Plataformas de API abertas alcançam melhores resultados na nuvem.

Análise e inteligência artificial

As análises sem servidor totalmente gerenciadas do Google Cloud capacitam sua empresa e eliminam as restrições de escalonamento, desempenho e custo. Consiga insights em tempo real para aprimorar a tomada de decisões e acelerar a inovação. Sem ter que gerenciar a infraestrutura, é possível escalonar verticalmente o montante de dados que sua empresa consegue analisar sem prejuízos à velocidade.

O Google tem um longo histórico de inovações no domínio de análise e inteligência artificial (IA), incluindo MapReduce, Dremel, Apache Beam e TensorFlow. Esse trabalho foi convertido em recursos inteligentes nos produtos de consumo do Google, como a Pesquisa Google e o Google Workspace, e nos principais produtos do Google Cloud, como o Cloud Bigtable, o Dataflow e a AI Platform. É possível usar os poderosos recursos da AI Platform para criar melhores recomendações de produtos, melhorar a experiência e eficiência do atendimento ao cliente e desenvolver campanhas de marketing mais precisas.

Para mais informações, consulte Análises inteligentes.

Data centers e redes globais

Ao escolher o Google Cloud, é possível criar a mesma infraestrutura moderna que possibilita que o Google retorne bilhões de resultados de pesquisa em milissegundos, veicule 6 bilhões de horas de vídeos do YouTube por mês e ofereça armazenamento para mais de 1 bilhão de usuários do Gmail. Nossa infraestrutura é protegida por mais de 700 especialistas em informações, aplicativos e segurança de rede.

O Google Cloud oferece desempenho rápido e consistente em toda a gama de serviços de computação, armazenamento e aplicativos. Com processamento robusto, acesso à memória de que você precisa e um alto volume de IOPS, seu aplicativo será capaz de oferecer desempenho consistente aos usuários. Você aproveita os benefícios de latência reduzida e evita problemas relacionados.

Por fim, o Google tem uma das maiores e mais avançadas redes de computadores definidas por software. A rede de backbone do Google utiliza uma rede definida por software avançada e conta com serviços de armazenamento em cache próximo dos usuários finais para oferecer desempenho rápido, consistente e escalonável.

Para mais informações, consulte Locais globais, Infraestrutura global e o Diferencial do Google Cloud.

Princípios do design do sistema

Projetar sistemas robustos, seguros e escalonáveis é o primeiro passo para o desenvolvimento de aplicativos e o uso da infraestrutura em nuvem. Em Engenharia de confiabilidade do site, o capítulo sobre Introdução ao projeto de grandes sistemas não abstratos (em inglês) destaca a importância do design adequado:

"Com base na experiência do Google no desenvolvimento de sistemas, consideramos confiabilidade como o recurso mais importante de qualquer sistema de produção. Consideramos que adiar problemas de confiabilidade durante o design é semelhante a aceitar menos recursos por preços mais altos. Ao adotar um estilo iterativo de design e implementação de sistema, alcançamos designs robustos e escalonáveis com custos operacionais mais baixos."

Este framework de arquitetura do Google Cloud ajuda você a avaliar as vantagens e desvantagens de escolhas de design e fornece orientação sobre como otimizar e ajustar serviços, mantendo-os seguros enquanto controla os custos de implantação. O framework descreve uma base para a criação e melhoria de suas implantações a partir de quatro princípios:

Cada seção apresenta detalhes sobre estratégias, práticas recomendadas, perguntas de designs, recomendações, serviços essenciais do Google Cloud e links para recursos.

Esses princípios se aplicam a aplicativos nativos e a migrações de aplicativos locais para implantações de nuvens públicas, híbridas e de várias nuvens. Criar uma arquitetura bem projetada é essencial para aplicativos que apoiam seus negócios.