Argumentos da linha de comando do appcfg.sh

A ferramenta appcfg.sh realiza várias tarefas de gerenciamento de aplicativos, incluindo implantar o aplicativo e atualizar os índices do armazenamento de dados. A ferramenta appcfg está incluída no SDK do App Engine. Faça o download e instale-a no SDK do App Engine para Java 8.

uso: appcfg.sh [options] <action> [<app-dir>] [<argument>]

<app-dir> precisa ser o diretório que contém o arquivo WAR. Consulte Como implantar um aplicativo Java para mais informações.

A ação precisa ser uma das seguintes:
help: exibir ajuda para uma ação específica;
download_app: fazer o download de uma versão do aplicativo enviada anteriormente;
request_logs: gravar registros de solicitação no formato de registro comum do Apache;
rollback: reverter uma atualização em andamento;
start_module_version: iniciar a versão de módulo especificada;
stop_module_version: interromper a versão de módulo especificada;
update: criar ou atualizar a versão de um aplicativo;
update_indexes: atualizar os índices do aplicativo;
update_cron: atualizar os cron jobs do aplicativo;
update_queues: atualizar as definições da fila de tarefas do aplicativo;
update_dispatch: atualizar a configuração de expedição do aplicativo;
update_dos: atualizar a configuração da proteção contra DoS do aplicativo;
version: exibir as informações da versão;
set_default_version: definir a versão de exibição padrão;
cron_info: exibir os horários das próximas execuções de cada cron job;
resource_limits_info: exibir os limites de recursos;
vacuum_indexes: excluir os índices não utilizados do aplicativo;
backends list: listar os back-ends configurados no momento;
backends update: atualizar o back-end especificado ou todos;
backends rollback: reverter uma atualização anterior em andamento;
backends start: iniciar o back-end especificado;
backends stop: interromper o back-end especificado;
backends delete: excluir o back-end especificado;
backends configure: configurar o back-end especificado;
list_versions: listar as versões enviadas no momento;
delete_version: excluir a versão especificada.

Use 'help <action>' para uma descrição detalhada.

opções:

-s SERVER, --server=SERVER
O servidor usado para a conexão.
-e EMAIL, --email=EMAIL
O nome de usuário a ser usado. Ele será solicitado caso omitido.
-H HOST, --host=HOST
Substitui o cabeçalho Host enviado com todos os RPCs.
-p PROXYHOST[:PORT], --proxy=PROXYHOST[:PORT]
Encaminha as solicitações por meio do servidor proxy determinado. Se --proxy_https também estiver definido, somente HTTP será encaminhado por proxy aqui. Caso contrário, HTTP e HTTPS serão encaminhados.
--proxy_https=PROXYHOST[:PORT]
Encaminha solicitações HTTPS por meio de determinado servidor proxy.
--no_cookies
Não salva/carrega credenciais de acesso no/do disco.
--sdk_root=root
Modifica o local do SDK.
--passin
Sempre lê a senha de login a partir de stdin.
-A APP_ID, --application=PROJECT_ID
Especifica o ID do projeto.
-M MODULE, --module=SERVICENAME
Modifica o nome do serviço, anteriormente conhecido como "módulos", dos arquivos appengine-web.xml ou app.yaml.
-V VERSION, --version=VERSION
Modifica a versão (principal) de appengine-web.xml ou app.yaml
--oauth2
Ignorado (OAuth2 é o padrão).
--noisy
Registra muito mais informações sobre o que a ferramenta está fazendo.
--enable_jar_splitting
Divide arquivos jar grandes (mais de 10 MB) em partes menores.
--jar_splitting_excludes=SUFFIXES
Quando --enable-jar-splitting for definido, os arquivos que correspondem à lista de SUFFIXES separados por vírgulas serão excluídos de todos os jars.
--disable_jar_jsps
Não cria classes jar geradas a partir de JSPs.
--enable_jar_classes
Cria jar do conteúdo de WEB-INF/classes.
--delete_jsps
Exclui os arquivos de origem JSP após a compilação
--retain_upload_dir
Não exclui o diretório temporário (de preparo) usado no upload.
--compile_encoding
Codificação de caracteres para usar na compilação de JSPs.
-n NUM_DAYS, --num_days=NUM_DAYS
Número de dias para conseguir dados de registro. O limiar é meia-noite UTC. Use 0 para receber todos os registros disponíveis. O padrão é 1.
--severity=SEVERITY
Severidade das mensagens de registro do nível do aplicativo. O intervalo é de 0 (DEPURAÇÃO) a 4 (CRÍTICO). Se omitido, apenas os registros de solicitação serão retornados.
--include_all
Inclui tudo nas mensagens de registro.
-a, --append
Anexa ao arquivo atual.
-n NUM_RUNS, --num_runs=NUM_RUNS
Número de tempos de execução programados a serem calculados
-f, --force
Força a exclusão de índices sem solicitação.
--no_usage_reporting
Desativa relatórios de uso.
--use_google_application_default_credentials
Usa o Application Default Credentials do Google, conforme descrito em https://developers.google.com/identity/protocols/application-default-credentials
--service_account_json_key_file=path
Local do arquivo de chave json da conta de serviço para um login de credencial da conta de serviço. O SDK do Cloud usa ~/.config/gcloud/application_default_credentials.json

Alternativas à linha de comando appcfg para configuração do preparo

As opções de teste da linha de comando incluem o seguinte:

  • --enable_jar_splitting
  • --jar_splitting_excludes=SUFFIXES
  • --disable_jar_jsps
  • --enable_jar_classes
  • --delete_jsps

Em vez de usar essas opções da linha de comando, pense em como definir a configuração de teste no arquivo de configuração do aplicativo. Isso significa que é possível definir a configuração para seu aplicativo apenas uma vez, em vez de precisar especificar a configuração toda vez que fizer uma implantação.