Python no Google App Engine

No App Engine, é permitida a escolha entre dois ambientes de linguagem Python. Ambos os ambientes têm o mesmo fluxo de trabalho de desenvolvedor, centrado em códigos e dimensionamento rápido e eficiente, para gerenciar a demanda crescente. É permitido o uso da tecnologia comprovada, disponibilizada pelo Google, para criar aplicativos da Web, móveis e de IoT rapidamente e com a mínima sobrecarga operacional. Embora os dois ambientes tenham muito em comum, eles diferem em alguns pontos importantes.

Escolher o ambiente preferido

Ambiente padrão

  • O ambiente de execução do Python 3.7 é capaz de executar qualquer framework, biblioteca ou binário.

  • O ambiente de execução do Python 2.7 não permite bibliotecas disponibilizadas pelo usuário com código C. Ele também tem APIs reservadas.

  • Otimizado para dimensionar quase instantaneamente para lidar com grandes picos de tráfego.

  • Nível gratuito.

Ambiente flexível

  • ambientes de execução de código aberto capazes de executar qualquer biblioteca ou binário

  • maior CPU e mais tipos de instância de memória

  • É capaz de acessar recursos na mesma rede do Compute Engine.

  • Python 2.7 e 3.6

  • Sem nível gratuito. O aplicativo sempre tem um número mínimo de instâncias em execução. Mais econômico para aplicativos que geram tráfego continuamente.

Como escolher um ambiente

É possível executar um aplicativo do App Engine em dois ambientes, o padrão e o flexível. Veja um resumo das diferenças entre os dois ambientes.
Saiba mais
Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Documentação do App Engine