Como executar aplicativos do App Engine no GKE

Neste guia, mostramos como executar um aplicativo de ambiente flexível do App Engine no GKE. Para executar o aplicativo no GKE, crie um Dockerfile para ele, crie um contêiner usando esse Dockerfile e execute o contêiner no GKE. Nenhuma alteração de código é necessária.

Antes de começar

Antes de seguir as instruções desta página, realize as etapas abaixo:

  1. Verifique se o aplicativo foi implantado e está sendo executado corretamente no ambiente flexível do App Engine.

  2. Nessas instruções, você usará o mesmo projeto que utilizou no seu app do App Engine. É sempre possível criar e usar um projeto novo se você quiser.

  3. Ative a(s) GKE, Cloud Build APIs necessária(s).

    Ativar a(s) APIs

  4. Faça o download do Google Cloud SDK e instale-o. Depois, inicialize a ferramenta gcloud:
    Fazer download do SDK

  5. Faça o download e instale (em inglês) a ferramenta kubectl do Kubernetes.

  6. Se preferir, use o Google Cloud Shell. Ele já vem com o git e o SDK do Cloud instalados, além de muitos outros recursos, como editores de código e compatibilidade com linguagens.

  7. Faça o download e a instalação do git.

  8. Faça o download e instale o Node.js e o NPM. O NPM (Node Package Manager) geralmente é instalado com o Node.js, no entanto, também é possível instalar o Gerenciador de pacotes do Yarn e usar o Yarn com o tutorial. Importante: para melhorar a experiência no Windows, execute npm install -g npm e atualize para a versão mais recente do gerenciador de pacotes Node.js (npm). O npm mais recente instala dependências em uma estrutura de diretório simples. Por isso, é improvável que as instalações entrem em conflito com o tamanho máximo do caminho do Windows, que é de 255 caracteres. Se você quiser continuar usando uma versão mais antiga do npm, reduza o tamanho dos caminhos. Para isso, mova o projeto para a raiz do drive, por exemplo, C:\.

Criar um Dockerfile para um aplicativo do App Engine

Para criar um Dockerfile para seu app, siga as instruções abaixo:

  1. Mude para o diretório principal do aplicativo.
  2. Crie um Dockerfile para seu app. Basta executar o comando a seguir:
    gcloud beta app gen-config --custom
    Quando aparecer uma solicitação para alterar o campo do ambiente de execução no app.yaml para "custom", selecione Y para confirmar.

Como criar um contêiner do Dockerfile

Para criar um contêiner, siga as instruções abaixo:

  1. Verifique se você está no diretório do aplicativo do App Engine que contém o Dockerfile.

  2. Altere o projeto padrão usado pela ferramenta gcloud para que ele aponte para o projeto que você está usando para executar o aplicativo no GKE:

    gcloud config set project [YOUR-PROJECT-ID]
    

    Substitua [YOUR-PROJECT-ID] pelo código de projeto do GKE.

  3. Crie o contêiner usando o comando a seguir:

    gcloud builds submit --tag gcr.io/[YOUR-PROJECT-ID]/[YOUR-CONTAINER-NAME] .
    

    Substitua [YOUR-PROJECT-ID] pelo código do seu projeto do GKE e substitua [YOUR-CONTAINER-NAME] pelo nome do contêiner que você quer usar como contêiner do aplicativo.

  4. Aguarde até que o contêiner seja criado. Isso pode demorar algum tempo. Se o contêiner for criado com êxito, será exibida uma mensagem semelhante a esta:

    Created [https://cloudbuild.googleapis.com/v1/projects/YOUR-PROJECT-ID/builds/xxxxxxx-xxxx-xxx-xxx-xxxxxxxxxxxx].
    Logs are permanently available at [https://console.developers.google.com/logs/viewer?resource=build&project=YOUR-PROJECT-ID&filters=text:xxxx-xxx-xxx-xxxxxxxxxxxx]].
    
    ID  CREATE_TIME DURATION  SOURCE                                                     IMAGES                               STATUS
    xxxxxxx-xxxx-xxx-xxx-xxxxxxxxxxxx  2017-03-04T00:42:10+00:00  1M32S     gs://YOUR-PROJECT-ID_cloudbuild/source/xxxxxxx.08.tgz  gcr.io/YOUR-PROJECT-ID/YOUR-CONTAINER-NAME  SUCCESS<
    

    Observe o nome do contêiner: você precisa especificá-lo ao executar o contêiner no GKE.

Como executar seu aplicativo no GKE

Para executar o contêiner que contém seu aplicativo, siga estas etapas:

  1. Crie o cluster (isso pode levar alguns minutos):

    gcloud container clusters create [YOUR-CLUSTER-NAME]
    

    Substitua [YOUR-CLUSTER-NAME] pelo nome que quer dar ao cluster.

  2. Na linha de comando, defina sua zona de computação:

    gcloud config set compute/zone us-central1-b
    
  3. Verifique se a ferramenta kubectl do GKE está autorizada:

    gcloud container clusters get-credentials [YOUR-CLUSTER-NAME]
    

    Siga as instruções para autorizar a ferramenta.

  4. Execute o contêiner que contém seu aplicativo:

    kubectl run [YOUR-DEPLOYMENT-NAME] --image=gcr.io/[YOUR-PROJECT-ID]/[YOUR-CONTAINER-NAME] --port=8080
    

    Substitua [YOUR-DEPLOYMENT-NAME] pelo nome que você quer usar para a implantação, substitua [YOUR-PROJECT-ID] pelo código do projeto do GKE e substitua [YOUR-CONTAINER-NAME] pelo nome do contêiner que você criou para o aplicativo.

  5. Exponha o contêiner a acesso público:

    kubectl expose deployment [YOUR-DEPLOYMENT-NAME] --type="LoadBalancer"
    

    Substitua [YOUR-DEPLOYMENT-NAME] pelo nome que você usou nas etapas anteriores. Talvez seja necessário aguardar alguns minutos para que o IP externo fique visível.

  6. Veja o endereço IP externo do aplicativo:

    kubectl get service [YOUR-DEPLOYMENT-NAME]
    

    Substitua [YOUR-DEPLOYMENT-NAME] pelo nome que você usou nas etapas anteriores. Se o campo EXTERNAL IP estiver vazio, espere um pouco. Depois, chame novamente o comando.

  7. Veja o aplicativo em execução no GKE:

    http://EXTERNAL-IP:8080
    

    Substitua EXTERNAL-IP pelo endereço IP externo que você conseguiu na etapa anterior.

Você implantou e executou com êxito o aplicativo Node.js do App Engine no GKE.

Próximas etapas

Talvez você queira saber mais sobre Kubernetes e o comando kubectl. O Google Kubernetes Engine usa o Kubernetes para gerenciar, implantar e escalar contêineres. Veja mais informações sobre Kubernetes neste site externo.

Este guia de início rápido usa kubectl, a interface de linha de comando para o gerenciamento de clusters do Kubernetes. Para mais informações sobre o kubectl, consulte a referência do kubectl (em inglês).