Como configurar um app com o arquivo app.yaml

Para configurar um aplicativo em .NET no App Engine, usa-se um arquivo app.yaml, que contém recursos de CPU, memória, rede e disco, escalonamento e outras configurações gerais, incluindo as variáveis de ambiente.

Selecione o ambiente de execução Eclipse Jetty 9.3 ou o ambiente de execução Java 8. Para facilitar o processo, use o Maven ou o Gradle.

Sobre arquivos app.yaml

Especifique toda a configuração do ambiente de execução do aplicativo Java 11, incluindo versões e URLs, no arquivo app.yaml. Esse arquivo atua como um descritor de implantação de uma versão de serviço específica. Primeiro, é necessário criar o arquivo app.yaml para o serviço default do aplicativo antes de criar e implementar arquivos app.yaml para outros serviços.

É possível especificar um nome único para os arquivos app.yaml, mas será necessário especificar o nome do arquivo com o comando de implantação também. Por exemplo, ao nomear seu arquivo app.yaml, service-name-app.yaml ou app.flexible.yaml, será preciso implantar o aplicativo usando:

gcloud app deploy service-name-app.yaml
gcloud app deploy app.flexible.yaml
Para saber mais sobre como estruturar vários serviços e arquivos app.yaml no app, consulte Como estruturar serviços da Web. Dependendo da complexidade do serviço do aplicativo, talvez seja necessário definir apenas alguns elementos no arquivo app.yaml correspondente. No exemplo a seguir, veja o que um simples aplicativo Java pode exigir no ambiente flexível:

runtime: java
env: flex

handlers:
- url: /.*
  script: this field is required, but ignored

Todos os elementos de configuração

Para uma lista completa de todos os elementos compatíveis com esse arquivo de configuração, consulte a referência do app.yaml.

Como ativar a coleta de métricas da máquina virtual Java

É possível configurar o ambiente flexível do App Engine para Java para coletar métricas comuns para processos da máquina virtual Java (JVM). As métricas são coletadas usando o mesmo plug-in de monitoramento da JVM que o Cloud Monitoring usa. Para ver a lista completa de métricas do App Engine, consulte o guia de métricas do Google Cloud.

Se você quiser coletar essas métricas de JVM para o aplicativo, siga estas instruções:

  • appengine.googleapis.com/flex/instance/jvm/gc/count
  • appengine.googleapis.com/flex/instance/jvm/gc/time

Você precisará definir as seguintes propriedades do sistema JMX nas variáveis de ambiente no app.yaml e implantar o aplicativo.

JAVA_USER_OPTS: "-Djava.rmi.server.hostname=172.17.0.1 -Dcom.sun.management.jmxremote.port=10403 -
Dcom.sun.management.jmxremote.rmi.port=10403 -Dcom.sun.management.jmxremote.local.only=false -
Dcom.sun.management.jmxremote.authenticate=false -Dcom.sun.management.jmxremote.ssl=false"