Cabeçalhos de solicitação

Use esta página de referência para consultar detalhes sobre os cabeçalhos HTTP compatíveis. Para entender como o App Engine recebe solicitações e envia respostas, consulte Como as solicitações são processadas.

Cabeçalhos de solicitação

Uma solicitação HTTP recebida inclui os cabeçalhos HTTP enviados pelo cliente. Para fins de segurança, alguns cabeçalhos são limpados ou retificados por proxies intermediários antes de chegarem ao aplicativo.

Cabeçalhos removidos

Os cabeçalhos que correspondem ao padrão a seguir são removidos da solicitação:

  • X-Google-*

Além disso, alguns cabeçalhos selecionados que correspondem ao padrão a seguir são removidos da solicitação:

  • X-Appengine-*

Cabeçalhos específicos do App Engine

Como um serviço ao aplicativo, o App Engine adiciona estes cabeçalhos a todas as solicitações:

Via: "1.1 google"

X-AppEngine-Country

País de origem da solicitação, como um código de país ISO 3166-1 alfa-2. O App Engine determina esse código a partir do endereço IP do cliente. Observe que as informações do país não são derivadas do banco de dados WHOIS. É possível que um endereço IP com informações do país no banco de dados WHOIS não tenha essas informações no cabeçalho X-AppEngine-Country. O aplicativo precisa lidar com o código especial do país ZZ (país desconhecido).

X-AppEngine-Region

Nome da região de origem da solicitação. Esse valor faz sentido apenas no contexto do país em X -AppEngine-Country. Por exemplo, se o país for "US" e a região for "ca", esse "ca" significará "Califórnia", e não Canadá. Você pode encontrar a lista completa de valores regionais válidos no padrão ISO-3166-2.

X-AppEngine-City

Nome da cidade de origem da solicitação. Por exemplo, uma solicitação da cidade de Mountain View pode ter o valor de cabeçalho mountain view. Não há uma lista canônica de valores válidos para esse cabeçalho.

X-AppEngine-CityLatLong

Latitude e longitude da cidade de origem da solicitação. Essa string pode ser "37.386051, -122.083851" para uma solicitação de Mountain View.

X-Cloud-Trace-Context

Um identificador exclusivo da solicitação usada para o Stackdriver Trace e para o Stackdriver Logging.

X-Forwarded-For: [CLIENT_IP(s)], [global forwarding rule IP]

Uma lista delimitada por vírgulas de endereços IP por meio dos quais a solicitação do cliente foi roteada. O primeiro IP da lista geralmente é o IP do cliente que criou a solicitação. Os IPs subsequentes fornecem informações sobre servidores proxy que também processaram a solicitação antes de ela chegar ao servidor do aplicativo. Por exemplo:

X-Forwarded-For: clientIp, proxy1Ip, proxy2Ip

X-Forwarded-Proto [http | https]

Exibe http ou https com base no protocolo que o cliente usou para se conectar ao aplicativo.

O Google Cloud Load Balancer encerra todas as conexões https e, em seguida, encaminha o tráfego para as instâncias do App Engine usando http. Por exemplo, se um usuário solicitar acesso a seu site via https://[MY-PROJECT-ID].appspot.com, o valor do cabeçalho X-Forwarded-Proto será https.

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

Ambiente flexível do App Engine para documentos .NET