Como fazer upgrade da API Admin do Google App Engine para a versão mais recente

Use esta página para atualizar seus aplicativos e utilizar a versão v1 da API Admin. As versões v1beta4 e v1beta5 da API não estão mais disponíveis e serão desativadas em 14 de janeiro de 2019.

Como fazer upgrade dos aplicativos para a versão mais recente

Para fazer upgrade para a versão mais recente da API Admin, é preciso fazer algumas alterações no código do aplicativo.

A versão v1 da API inclui algumas alterações importantes, como recursos obsoletos ou renomeados. As alterações na versão v1 afetam os campos e métodos em todos os recursos da API, incluindo:

Use as listas a seguir para entender que campos e métodos ficaram obsoletos ou foram renomeados na versão v1 da API.

As listas a seguir não especificam alterações para nenhuma das bibliotecas de cliente. No entanto, use essas listas para determinar onde há necessidade de alterações no aplicativo.

Aplicativos

Nos recursos Applications é preciso fazer as seguintes alterações:

Instâncias

Nos recursos Instances, é preciso fazer as seguintes alterações:

  • API REST:

    • Agora você precisa usar os campos startTime e vmDebugEnabled com o recurso apps.services.versions.instances, por exemplo:

      startTimestampstartTime

      vmUnlockedvmDebugEnabled

    • Agora você precisa usar o campo parent com o recurso apps.services.versions.instances, por exemplo:

      nameparent

    • Apenas para v1beta4: todas as referências a modules agora são services. Na v1 , agora você precisa usar o recurso services, por exemplo: apps.services.versions.instances

      apps.modules.versions.instancesapps.services.versions.instances

      Veja mais informações na seção Serviços abaixo.

  • API RPC:

    • Agora você precisa usar os campos start_time e vm_debug_enabled com o recurso google.appengine.v1.Instance, por exemplo:

      start_timestampstart_time

      vm_unlockedvm_debug_enabled

    • Agora você precisa usar o campo parent com o recurso google.appengine.v1.ListInstancesRequest, por exemplo:

      nameparent

    • Apenas para v1beta4: todas as referências a module foram substituídas pelo recurso service.

      Veja mais informações na seção Serviços abaixo.

Serviços

Em recursos Services, é preciso fazer as seguintes alterações:

  • API REST:

    • Agora você precisa usar o campo parent com o recurso apps.services, por exemplo:

      nameparent

    • Agora você precisa usar o parâmetro updateMask com o método apps.services.patch, por exemplo:

      maskupdateMask

    • Apenas para v1beta4: todas as referências a modules agora são services. Na v1, agora você precisa usar o recurso services, por exemplo:

      apps.modules.deleteapps.services.delete

      apps.modules.getapps.services.get

      apps.modules.listapps.services.list

      apps.modules.patchapps.services.patch

  • API RPC:

    • Agora você precisa usar o campo parent com o recurso google.appengine.v1.ListServicesRequest, por exemplo:

      nameparent

    • Agora você precisa usar o campo updateMask com o recurso google.appengine.v1.UpdateServicesRequest, por exemplo:

      maskupdate_mask

    • Apenas para v1beta4: todas as referências a modules agora são services. Na v1, agora você precisa usar a interface Services, por exemplo:

      DeleteModuleDeleteService

      GetModuleGetService

      ListModulesListServices

      UpdateModuleUpdateServices

Versões

Em recursos Versions, você precisa fazer as seguintes alterações:

Implantação

Os seguintes campos foram removidos:

DiskUtilization

Os seguintes campos foram alterados:

  • API REST:

    Você precisa usar os campos targetWriteBytesPerSecond, targetWriteOpsPerSecond, targetReadBytesPerSecond e targetReadOpsPerSecond com os recursos apps.services.versions, por exemplo:

    targetWriteBytesPerSectargetWriteBytesPerSecond

    targetWriteOpsPerSectargetWriteOpsPerSecond

    targetReadBytesPerSectargetReadBytesPerSecond

    targetReadOpsPerSectargetReadOpsPerSecond

  • API RPC:

    Você precisa usar os campos target_write_bytes_per_second, target_write_ops_per_second, target_read_bytes_per_second e target_read_ops_per_second com o recurso google.appengine.v1.DiskUtilization, por exemplo:

    target_write_bytes_per_sectarget_write_bytes_per_second

    target_write_ops_per_sectarget_write_ops_per_second

    target_read_bytes_per_sectarget_read_bytes_per_second

    target_read_ops_per_sectarget_read_ops_per_second

NetworkUtilization

Os seguintes campos foram alterados:

  • API REST:

    Agora você precisa usar os campos targetSentBytesPerSecond, targetSentPacketsPerSecond, targetReceivedBytesPerSecond e targetReceivedPacketsPerSecond com o recurso apps.services.versions, por exemplo:

    targetSentBytesPerSectargetSentBytesPerSecond

    targetSentPacketsPerSectargetSentPacketsPerSecond

    targetReceivedBytesPerSectargetReceivedBytesPerSecond

    targetReceivedPacketsPerSectargetReceivedPacketsPerSecond

  • API RPC:

    Agora você precisa usar os campos target_sent_bytes_per_second, target_sent_packets_per_second, target_received_bytes_per_second e target_received_packets_per_second com o recurso google.appengine.v1.NetworkUtilization, por exemplo:

    target_sent_bytes_per_sectarget_sent_bytes_per_second

    target_sent_packets_per_sectarget_sent_packets_per_second

    target_received_bytes_per_sectarget_received_bytes_per_second

    target_received_packets_per_sectarget_received_packets_per_second

OperationMetadataV1

Os seguintes campos foram alterados:

  • Agora você precisa usar o campo method com o recurso google.appengine.v1.OperationMetadataV1, por exemplo:

    operation_typemethod

  • Agora você precisa usar o campo OperationMetadataV1 com o recurso google.appengine.v1.OperationMetadataV1:

    • Para v1beta4, substitua OperationMetadata, por exemplo:

      OperationMetadataOperationMetadataV1

    • Para v1beta5, substitua OperationMetadataV1Beta5, por exemplo:

      OperationMetadataV1Beta5OperationMetadataV1

RequestUtilization

Os seguintes campos foram removidos:

  • API REST:

    Agora você precisa usar o campo target_request_count_per_second com o recurso apps.services.versions, por exemplo:

    targetRequestCountPerSectargetRequestCountPerSecond

  • API RPC:

    Agora você precisa usar o campo target_request_count_per_second com o recurso google.appengine.v1.RequestUtilization, por exemplo:

    target_request_count_per_sectarget_request_count_per_second

UrlDispatchRule

Agora você precisa usar o campo service com o recurso apps da API REST e o recurso de RPC google.appengine.v1.UrlDispatchRule por exemplo:

UrlDispatchRule.moduleUrlDispatchRule.service

Esta página foi útil? Conte sua opinião sobre:

Enviar comentários sobre…

API Admin do App Engine